Avaliação da sapatilha de escalada tarantula – La Sportiva

sapatilha4A sapatilha de escalada modelo tarantula da marca italiana La Sportiva tem como objetivo oferecer ao usuário um excelente custo benéfico para um equipamento indispensável a todo escalador.

Segundo o seu fabricante as principais características do produto são o preço competitivo, acabamento de qualidade, precisão de pisada na escalada, versatilidade de uso para diversos tipos de estilos de escalada , além de conforto ao usuário.

O Teste

A sapatilha de escalada tarantula foi testada à exaustão durante vários meses, em que foi usada alternando com o uso de outras sapatilhas e outras marcas.

sapatilha2

Foi usada em várias modalidades de escalada e rochas, sendo as principais o calcário (Lapa do Seu Antão, Lapinha, Rodellar e Siurana) e granito (Falésia Paraíso, Ana Chata, Pedra da Divisa, Visual das Águas, Guarujá e Rio de Janeiro).

O equipamento foi usado ainda em academias de escalada (São Paulo, Rio de Janeiro, Roterdã) para treinamentos corriqueiros.

Foi carregada sempre em mochilas, junto a equipamentos de escalada, ou penduradas na na parte de fora.

Não foi submetida à chuva, nem foi lavada em máquina de lavar.

Não foi utilizada com meia, para que fosse aferida a precisão, conforto e usualidade do equipamento.

Prós

  • Conforto
  • Acabamento
  • Fôrma
  • Durabilidade do Velcro
  • Relação Custo/benefício

Contras

  • Borracha não é vibram
  • Calcanhar

Notas

  • Qualidade de material : 4.0 
  • Acabamento : 5.0 
  • Design : 4.0 
  • Ergonomia : 4.0 
  • Relação Peso x volume: 5.0 
  • Relação custo x benefício: 4.5 
  • Nota final: 4.50 

Opinião

sapatilha8A sapatilha de escalada da marca La Sportiva agradou positivamente durante o seu uso.

O seu conforto surpreendeu em vias de aderência e positivas.

Apesar da borracha não ser Vibram (o material é o Frixion) o “grip” agradou bastante, e não ficou escorregando excessivamente nem mesmo em calcário.

O equipamento teve boa performance em vias verticais e positivas, mostrando precisão razoável em regletes, buracos e chorreras.

Um ponto que poderia ser revisto pelo fabricante é o design do calcanhar, que em relação a outros modelos da marca não contém a mesma precisão, segurança e ergonomia.sapatilha7

Durante situações em que o uso foi requerido uso do calcanhar, houve incômodo que ocasionou na região ficar dolorida após a ação.

Nas escaladas em aderência, o calcanhar também incomodou, porém sem comprometer o prazer de escalar.

Por ter acabamento de boa qualidade seu conforto, mesmo com o já discutido e conhecido aperto da sapatilha, causou boa impressão.

O seu uso é indicado para usuários de nível básico a intermediário (iniciante até escalador de 7º brasileiro) , ou para quem procura uma sapatilha de escalada de qualidade para treinos em ginásio.

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.