[EXCLUSIVO] Avaliação botas Paraboot – HiTec

paraboot3 As botas paraboot tem como proposta ser uma bota de caminhada e trekking 100% impermeável.

Segundo o seu fabricante suas principais características são versatilidade, leveza, aquecimento e impermeabilidade.

O teste

As botas paraboots foram testadas em trekkings de média dificuldade, com um frio de 10°C e ventos moderados, porém não havia chuva.

Durante os testes foram atravessados terrenos lamacentos, córregos rasos e um brejo.paraboot1

As caminhadas não excederam 15km.

Para os testes foram utilizados meias de caminhada apropriadas.

As botas não foram testadas com meias comuns ou sem meias.

Não foram realizados testes  dentro da cidade por não haver sentido.

Prós

  • Impermeabilidade
  • Robustez
  • Preço final

Contras

  • Maleabilidade
  • Respirabilidade

Notas

  • Qualidade do Material de revestimento: 5.0 
  • Design: 3.o 
  • Acabamento:4.0 
  • Ergonomia : 3.5 
  • Relação Peso x volume :4.0 
  • Relação custo x benefício : 3.0 
  • Nota Final: 3.75 

Opinião

paraboot4As botas paraboots durante os testes surpreendeu por seu rendimento e por realizar exatamente aquilo que seu fabricante prometeu.

A sua impermeabilidade impressiona, e mesmo atravessando córregos e brejos barrou a entreda de água por completo.

Entretanto sua impermeabilidade influenciou na evaporação do suor, e com isso os pés tendem a ficar “empapados” ao longo de seu uso.

Um outro ponto que poder ser revisto é a sua maleabilidade no caminhar.

Em uma caminhada muito extensa pode machucar o peito do pé do usuário.

As paraboots parecem uma excelente bota de trabalho, podendo ser ainda ser considerada uma “sete léguas do futuro”, mas não é indicada para caminhadas longas, ou para tekkings técnicos.

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é aficionado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema” e jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.