Escaladores visitantes ignoram ética local na Armênia

SamBIE_DSH8934silverefx[1]Anunciado na semana passada por todos os meios disponíveis, a escalada na Armênia nas “Basalt Columns” foi banida pelos escaladores locais devido ao impacto ambiental.

Se é correto ou não é um outro assunto, que não caber a quem não mora no local.

Este banimento foi apoiado pelas associações de escalada armênios.

Entretanto alguns escaladores visitantes ignoraram esta determinação, e seguiram escalarando por todo o final de semana.

O problema de escaladores visitantes ignorarem a ética local, e fazerem o que quiserem não é novidade, e infelizmente corriqueira.

Este desrespeito acontece por ser a “ética local” uma convenão respeitada aos escaladores locais, mas sem punições reais ao desrespeitoSamBIE_DSH9254[1]

No Brasil há exemplos de desrespeito e abusos como por exemplo o falso professor de yoga e habitual poluidor de locais como Valle Encantado, Serra do Cipó e Rodellar e que sistematicamente realiza atos desta espécie, desfilando abertamente sua total, e irrestrita, falta de caráter.

Todos estes atos praticados os fez rindo e ironizando a omissão de todos os escaladores que deveriam na verdade de puni-lo severamente.

Este é o triste retrato da escalada brasileira que nada faz com escaladores acostumados à bandidagem como este exemplo citado.

O  Brasil, entretanto,  não é “pioneiro” na omissão a mau educados  porque no ano passado escaladores americanos arbitrariamente passaram por cima de toda uma comunidade de escaladores da Argentina ao retirar bolts de uma via polêmica em El Chaltén.

Se deveriam ser retirados ou não era uma escolha da comunidade local e não de vistiantes “justiceiros”.

A bizarrice seguiu a tal nível que os babacas foram citados em premiações como o “Polet D´or”.

A escolha deixa cristalino que institutos de escalda como “Polet D´or”  acredita que na América do Sul ainda somos “macacos ” , e até mesmo inferiores, e os do Hemisfério Norte os civilizados e superiores.

No meio deste contexto a comunidade armênia de escalada está procurando tomar providências para que seja endurecida a proibição e torne lei este banimento  e assim haja uma punição severa a quem tem como hábito desrespeitar a escalada e a ética local.

A pergunta deve ser refletida: Você faria o que, caso um escalador “espertinho” passasse por cima de SUA ética local?

Bateria palmas e se omitiria como nos exemplos anteriores citados sendo que você mesmo foi desrespeitado?

Para saber mais detalhes acesse: http://www.rockandice.com/lates-news/amazing-armenia-closure-update

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é aficionado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema” e jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.