Escaladora produz filme com imagens inéditas sobre o nascimento da escalada nos EUA

A escaladora Oakley Anderson-Moore sempre escutou de seu pai, também escalador, as histórias sobre sua juventude a qual pode presenciar o que é chamado “Era de Ouro da Escalada”.

Oakley Anderson-Moore | Foto : http://www.bravenewwild.com/

Oakley Anderson-Moore | Foto : http://www.bravenewwild.com/

Desde muito pequena imersa no universo da escalada, com amigos de seu pai que também tinham histórias de escalada, Oakley sempre foi muito curiosa para saber um pouco mais sobre elas.

Aproveitando sua formação em Filme/Video e Artes dramáticas pela UC San Diego (Universidade da Califórnia em San Diego), no qual se destacou dentre seus colegas, tinha o sonho de realizar um filme sobre o nascimento da escalada nos EUA.

A partir deste interesse se juntou ao historiador Alexander Reinhard para produzir o filme “Brave New Wild”, que tem como objetivo documentar o nascimento da escalada nos EUA, as histórias de Yosemite e desvendar um pouco do espírito dos escaladores “micróbios”.

Todo o enredo do filme privilegia ainda dados de história como guerra do Vietnã, Movimento Hippie e contracultura.

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Recheado de fotos e relatos inéditos, incluindo uma entrevista com Warren Harding em 2002 pouco antes de sua morte (depoimento este nunca exibido), o filme procura contar a história do surgimento da escalada desde os anos 50 até sua consolidação como esporte e estabelecimento do “estilo de vida escalador” nos anos 60.

Este período ficou conhecido como “A Era de Ouro da Escalada”, e que teve como símbolo máximo a ascensão da “Dawn Wall” por Warren Harding, em uma cobertura midiática sem precedentes.

O projeto iniciou em 2008, levando 6 anos para ser concluído, iniciado a partir de depoimentos de seu pai, após isso Oakley sai para viajar para ir construir a história e realizar o documentário.

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

O filme “Brave New Wild” foi totalmente realizado de maneira independente, não tendo nenhuma empresa patrocinando.

Nas histórias contidas no filme há relatos sobre a mítica rivalidade entre Harding e Royal Robbins, como viviam os escaladores lá acampados no “Camp 4”, e como sustentavam este estilo de vida.

Durante todo o filme há fotos, e vídeos em super 8 e 16mm, inéditos e desconhecidos do público entusiasta da escalada em geral, fazendo de “Brave New Wild” um documento vivo da escalada americana.

nascimento-da-escalada-9O filme estreou nos EUA no último final de semana no festival de cinema Big Sky Documentary Film Festival no estado americano de Montana, e ainda não possui previsão de exibição do filme no Brasil, ou festivais de filmes de montanha de relevância como Banff, Five Points, Kendal e Trento.

Entretanto Oakley Anderson-Moore não irá descansar após a produção de “Brave New Wild”, pois já está trabalhando na produção de um filme que documento o nascimento da nova geração da escalada que surgiu após a “Era de Ouro” e reinou nos EUA nos anos 70 e 80.

O novo projeto, batizado de “Wild New Brave” já está sendo exibido em outros festivais como o VIMFF de Vancouver .

Este segundo filme terá entrevistas com John Bachar, Henry Barber, Ron Kauk, Lynn Hill, entre outros e terá o foco nas décadas de 70 e 80, tendo como pano de fundo fatos históricos como Watergate, a era Disco, crescimento da mídia outdoor e outros fatos.

Para saber mais sobre o filme acesse : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Foto : http://www.bravenewwild.com/

nascimento-da-escalada-3

Foto : http://www.bravenewwild.com/

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.