Escaladora Cleo Weidlich desiste da ascensão invernal do Nanga Parbat

A escaladora Cleo Weidlich desistiu de realizar a ascensão invernal ao Nanga Parbat por não ter conseguido chegar até o Campo Base 1 (conhecido como C1), mesmo tendo chegado à vertente Rupal.

O Nanga Parbat é a nona montanha mais alta do mundo, com 8.125 m de altitude, e apesar de ser uma das mais escaladas é considerada das mais mortais do Himalaia.

Segundo informou Alessandro Filippini, através do blog do italiano Simone Moro para o jornal Gazzetta dello Sport, a brasileira Cleo Weidlich por não ter conseguido chegar ao C1 se deu por vencida e abandonou Rupal.

Rupal é um vilarejo, localizado em um vale de mesmo nome, no Paquistão e é o local base antes dos escaladores se dirigirem ao campo base.

Cleo-Weidlich-1

Foto: http://blogs.dw.com/

Desta maneira apenas há uma expedição tentando a escalada invernal no Nanga Parbat na qual também faz parte Simone Moro acompanhado de Tamara Lunger, Ali Sadpara e  Álex Txikon.

Segundo o blog do polêmico italiano Moro que a grande culpada da desistência de Cleo Weidlich foi a peculiar meteorologia do Nanga Parbat que apresentou um persistente período de mal tempo.

A brasileira tinha em sua equipe três experientes Sherpas de sua confiança.

Cleo Weidlich ainda não deu nenhuma declaração oficial sobre o seu abandono, mas quando contactada pela redação da Revista Blog de Escalada prometeu dar um relato exclusivo do acontecido.

Para mais informações: http://blogs.dw.com

Foto: http://www.mountlive.com/

Foto: http://www.mountlive.com/

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.