A joia grega chamada Leonídio: Conheça a próxima Meca da escalada esportiva européia

Os lugares mais populares de escalada esportiva em calcário da Europa estão na Espanha. Muitos escaladores do mundo inteiro vão até lá para aproveitar o que na opinião de muitos é o paraíso da escalada esportiva. Esta popularidade chamou a atenção de toda a comunidade de escaladores, fazendo com que centenas de escaladores migrem para o território hispânico para desfrutar de escaladas famosas nas principais notícias especializadas sobre o universo outdoor.

Por conta desta “peregrinação”, a comparação com Meca, a cidade sagrada dos muçulmanos, é inevitável. Desta maneira, inevitavelmente, o local começou a ficar cada vez mais populoso, “obrigando” a escaladores planejassem viagem a outros lugares, até mesmo para descobrir destinos que não existem no mainstream da escalada. Desta maneira foram descobertos e desenvolvidos vários lugares, fazendo com que toda esta população de escaladores se espalhasse por vários locais da Europa.

Um destes lugares que começaram a fazer parte da lista de destinos imperdíveis, foi a Grécia. Sem sombra de dúvida, Kalymnos é o lugar mais famoso entre muitos praticantes de escalada. Por estar localizada em uma ilha grega, com várias dificuldades de acesso (que encarecem a viagem), Kalymnos é relativamente cara, até mesmo para escaladores europeus. Porém um outro lugar na Grécia parece estar despontando como a nova Meca da escalada esportiva europeia: Leonidio.

As falésias de calcário ao redor da cidade de Leonidio, que fica região do Peloponeso na Grécia continental, foram descritos por muitos como “o novo Kalymnos” e possivelmente o próximo grande sucesso na escalada esportiva europeia.

Além de ter a escalada como atração principal, Leonídio fica em um local com uma importância gigante para a história da civilização ocidental, que é possível unir em uma única viagem tanto história quanto escaladas. Esta península perto de Atenas, possui praias paradisíacas, cidades históricas e sítios arqueológicos importantes como Olímpia, Esparta e Micenas. Tudo isso a poucas horas de carro de Atenas, o que facilita a logística de qualquer viajante.

Como chegar

Por estar na Grécia Continental, não é muito difícil chegar a Leonídio. Para se chegar lá é possível ir de carro ou motorhome, avião (especialmente se for direto do Brasil) e ônibus. Para quem for sair direto do Brasil para lá, a única escolha possível é dirigir-se a Antes, capital do país, para fazer todos os trâmites de imigração.

Leonidio é um município muito pequeno, com aproximadamente 4.000 habitantes. Como fica muito próximo de Atenas (aproximadamente 200 km), não sendo necessário tomar ônibus extra. Praticante ao chegar em Atenas, rápidas e práticas opções de transporte são necessárias para chegar a Leonidio.

  • Avião

Voos do Brasil até Atenas saem por US$ 700 (não inclusa taxas), em média e dura 14:40, com uma ou mais paradas em seu trajeto.

Escaladores e turistas que vivem na Europa têm a opção de procurar em companhias aéreas de baixo custo, como a EasyJet, e RyanAir, pagarão taxas que em média saem de € 100 a € 200.

  • Ônibus

Desde o Aeroporto de Atenas é possível tomar um ônibus urbano (linha X93) que leve até a estação rodoviária (a estação final da linha). No terminal de ônibus é possível comprar uma passagem direta para Leonídio.

Diariamente saem três ônibus para lá: 8:15, 11:00 e 16:30. Às sextas-feiras há um :ônibus extra que sai as 18:30. Para a viagem de volta (Leonídio a Atenas, há também três horários: 5:30, 8:30 e 16:30.

  • Trem

Por estar “grudada” no continente Europeu, é possível chegar de trem até a Grécia com relativa facilidade. A companhia que opera na região é pela empresa italiana OSE. Infelizmente, as ofertas de linhas de trem são bem limitadas. Recentemente várias opções para o Peloponeso foram implementadas.

Por conta da instabilidade econômica, os preços e as opções de viagem ficaram sujeitas a mudanças de última hora.

Escalada

Na região da cidade, há quase mil vias de escalada, a maioria das quais foram conquistadas nos últimos anos sendo grande maioria são esportivas até 50 metros. Porém há várias opções para quem procura vias de várias enfiadas, com até 200 metros de extensão. A qualidade da rocha é considerada excelente por todos os escaladores que visitaram a região. A coloração do calcário da região varia de cinza a laranja.

O local começou a ser desenvolvido em 1987, mas houve ma explosão de conquistas por volta de 2008. Por ser um lugar com potencial gigantesco, as pouco mais de 1.000 vias (todas catalogadas) especula-se que irá possuir o dobro disso em breve. Para quem procura variedade de repertório de movimentos, Leonídio é o lugar ideal. Lá é possível fazer vias com regletes, buracos, bidedos e até mesmo escalar inteiramente em concreções (tufas).

O guia de escaladas de Leonídio, “Leonidio Climbing Guidebook” foi recentemente atualizado este ano. Na edição anterior, publicada em 2016, apontava que existam quase 1.000 vias de escaladas espalhadas em 50 setores. No novo guia, aproximadamente 1.500 vias de escalada estão catalogadas. nos mais de 70 setores. Ou seja, em apenas dois anos foram abertas quase 600 vias e “inaugurados” 20 novos setores. O novo guia também cobre Kyparissi.

Além disso um detalhe que tem feito os europeus ficarem tão empolgados com o lugar: a melhor época de visitar o lugar é no inverno europeu. Uma época em que os preços para turistas estão mais comedidos. Leonidio está abrigado ao longo da costa do Peloponeso, mantendo as temperaturas quentes e o vento parado. O melhor período para escalar em Leonidio é de novembro a abril. Em média, os meses mais quentes são Julho e Agosto e Janeiro é o mês mais frio e mais chuvoso do ano.

A grande maioria das vias de escalada em Leonidio é relativamente nova. Muitas ainda precisam de limpeza completa para a retirada de rochas soltas. Algumas agarras ainda se quebram, então capacetes são fortemente recomendados.

Para conviver com muitos escaladores, o recomendado é prestigiar o Leonidio Climbing Festival, que acontece em novembro todos os anos na cidade e já está em sua terceira edição. Na última edição houve o comparecimento de 721 escaladores cadastrados pela organização do evento.

Além da escalada

Chegando a Leonidio de carro o turista já percebe se tratar de um lugar especial. A estrada de Kosmas para Leonidio é uma das mais espetaculares da Grécia. Nos dias de descanso, atrações não faltam em Leonídio. Para os brasileiros que quiserem aproveitar uma praia deserta, esta opção pode ser encontrada em Leonídio, sobretudo se forem visitar o lugar fora de temporada (a época perfeita para escalar).

Plaka é o pitoresco porto de Leonidio, localizado a 4 km do centro da cidade. Ele é sustentado principalmente com a ajuda do turismo, mas também pode encontrar uma pequena frota pesqueira. Nele há várias tavernas e bares imediatamente adjacentes ao mar. É o lugar onde o festival “berinjela Tsakonian” acontece todos os anos, atraindo chefs renomados de toda a Europa e conquistando uma popularidade crescente.

Outra razão pela qual Leonidio é interessante de visitar é provavelmente o mosteiro de Elona. Construído encravado nas paredes do desfiladeiro de Badron, constitui um espetáculo sem igual.

Para procurar um pouco de vida noturna, a indicação é ir ao Eucalyptus Bar, considerado o ponto efervescente do local. No bar, muito elogiado por quem visita, é possível comer bem, curtir música de qualidade e conviver com as pessoas da cidade. Para quem deseja comer à beira mar, mas em um ambiente mais calmo deve ir ao Kalo Livadi.

Uma outra atração de Leonidio são inúmeros sítios arqueológicos de renome mundial, como os locais de Mycenae e Tiryns , Patrimônio Mundial da Unesco , estão a pouco mais de uma hora de distância.

Onde ficar

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.