Equipamentos outdoor: Quais são as principais tecnologias de roupas existentes no mercado?

Todo praticante de atividades de natureza tem de utilizar o equipamento adequado para a sua atividade. Com o tempo, várias tecnologias foram implementadas por algumas empresas especializadas neste tipo de tecnologia de materiais. Algumas são prioritárias de algumas marcas, outras não.

Porém, como existem muitas marcas no mercado, uma longa lista de nomenclaturas existe para que cada um dos entusiastas saiba os detalhes de cada uma. Infelizmente, muitos vendedores não sabem de memória todas, muito menos o que cada uma realiza. Portanto, abaixo estão listadas as principais tecnologias do mercado, as quais são utilizadas nas roupas dos principais atletas outdoor do momento. Para a realização da lista foi levado em conta a sua abrangência e aceitação do mercado.

O que é inovação?

Antes de entender cada uma das tecnologias, é necessário primeiro entender o que é de fato inovação. Muitas pessoas leigas acreditam que inovação é reinventar algo. Com relação a este pensamento, é informar que não necessariamente é isso. Inovação, palavra que é derivada do termo latino innovatio significa criar algo novo. Inovação se refere a uma ideia, método ou objeto que é criado e que pouco se parece com padrões anteriores.

Inovação pode ser também definida como fazer mais com menos recursos, por permitir gamas de eficiência em processos, quer produtivos quer administrativos ou financeiros, quer na prestação de serviços, potencializar e ser motor de competitividade. Inovação é um processo criativo, transformador, que promove ruptura paradigmática, mesmo que parcial, impactando positivamente a qualidade de vida e o desenvolvimento humano.

São tipos de inovação:

  • Inovação do produto
  • Inovação do processo
  • Inovação organizacional
  • Inovação de marketing

Portanto, uma tecnologia em um produto outdoor inovador é a introdução no mercado de novos ou significativamente melhorados, produtos ou serviços. Inclui alterações significativas nas suas especificações técnicas, componentes, materiais e outras características funcionais. Portanto, na lista abaixo estão tecnologias que foram inovadoras e não necessariamente iguais a outras. Empresas como The North Face, Arc’teryx, Patagonia e Columbia continuamente inovam em tecnologias em um esforço considerável para tornar seus produtos mais leves, quentes e mais duráveis incorporando materiais proprietários (exclusivos de uso da empresa) que eles pesquisaram e desenvolveram internamente.

Alguns desses materiais, especialmente os não exclusivos, criados por outras empresas que também podem oferecer uma vantagem competitiva, vêm de marcas que são icônicas por si só, criando tecidos, isolantes e outros itens para uso nos mais modernos e melhores equipamentos para atividades outdoor.

Cordura

Originalmente desenvolvido pela DuPont na década de 1920, Cordura é uma linha de tecidos que são mais conhecidos por seu alto nível de durabilidade. Feito principalmente de misturas de náilon ou náilon puro, o material foi usado em táticas militares durante a Segunda Guerra Mundial. A cordura começou a ver uma adoção generalizada do consumidor nos anos 1970, quando os pesquisadores descobriram uma maneira de aplicar tinta colorida ao processo de fabricação.

A partir daí, os tecidos de Cordura foram incorporados em vários produtos como mochilas, roupas e calçados. Sua capacidade de resistir à abrasão e evitar, com rara qualidade, cortes, rasgos, arranhões e escoriações. Hoje, Cordura vem em uma variedade de pesos diferentes, projetados para atender às necessidades de muitas marcas outdoor. Os tecidos são usados ​​na construção desde jaquetas de primeira camada ou intermediárias, e até mesmo camada base para sobreviver nos ambientes mais severos imagináveis. A durabilidade continua a ser a marca registrada.

DownTek

As plumas de ganso foram um marco na indumentária outdoor, desde que o explorador Eddie Bauer inventou a primeira jaqueta de plumas de ganso em 1940. Bauer patenteou não somente a jaqueta de plumas de ganso, como também diversos outros inventos muito utilizados pelo universo outdoor até hoje. A empresa, de mesmo nome que o explorador, foi a primeira empresa independente a ser contratada pelo exército norte-americano e utilizar o logotipo no uniforme.

Como já mencionado em vários artigos sobre equipamentos outdoor, as plumas de ganso é um ótimo isolante, mas não deve ser molhado. Uma vez molhado, as penas perdem praticamente todas as propriedades de aquecimento.

A DownTek mudou esta debilidade adicionando um revestimento especial para plumas, aumentando muito sua capacidade de resistir à umidade. A DownTek alega que as plumas são capazes de permanecer secas 35 vezes mais que o normal. Uma outra vantagem alegada pela empresa é que o processo não acrescenta um custo significativo.

Desde a sua criação em 2012, a DownTek tem sido usado em dezenas de produtos, principalmente casacos e sacos de dormir. Desde então, a empresa continuou a aperfeiçoar ainda mais o material, melhorando o desempenho e, ao mesmo tempo, tornando-o mais ecológico ao remover os perfluorocarbonos do processo de fabricação. O repelente de água ficou tão bom que praticamente não há razão para comprar equipamento que não o use nos dias de hoje.

Dyneema

Anunciada como a fibra mais forte do mundo, o Dyneema é uma maravilha que atualmente está revolucionando a indústria outdoor. O material é usado em tudo, desde mochilas e tendas até jaquetas e botas. O Dyneema é incrivelmente fino e leve, e é 15 vezes mais forte que o aço. Além disso consegue permanecer completamente à prova d’água.

Apesar de sua aparência delicada, o tecido é incrivelmente durável também, tornando-o uma opção ideal para uma ampla variedade de aplicações no espaço externo. A única desvantagem para a Dyneema é que ainda é caro fabricar e usar em grandes quantidades. Por isso os equipamentos outdoor que incorporam o material tendem a ser mais caros. A esperança é de que a produção contínua nos próximos anos fará os preços cairem.

eVent

Em linhas gerais o eVent é outro tecido impermeável e respirável e foi projetado para nos manter confortáveis ​​e secos durante nossas atividades outdoor. Mas porque outro? Onde este material difere dos outros é que contêm milhões de minúsculos poros que permitem que o equipamento libere calor e transpiração mesmo quando não estão molhados. Em outras palavras permite de forma quase instantânea expulsar os vapores de suor.

Apelidado de Direct Venting (Ventilação Direta), esse processo ajuda a evitar a formação de umidade, em vez de apenas tentar afastá-la quando já estiver quente e suado. Isso tornou a eVent uma alternativa popular para uso em capa de chuva, casacos impermeáveis, calçados e uma variedade de outros produtos. Não é exagero nenhum afirmar que o eVent está um degrau acima no quesito capacidade de evaporar o suor.

A linha de tecidos DVexpedition da eVent é feita para aqueles que frequentam expedições extremas, onde a proteção contra os elementos é crucial. A empresa também oferece DValpine para mochileiros e caminhantes e DVstorm para atletas ao ar livre, DVwind para desempenho excepcional em condições de vento forte e DVstretch para proteção para ciclistas e corredores.

A diferença do eVent para o Gore-Tex é que o segundo utiliza uma capa sólida de Poliuretano para a parte interior de suas membranas. O poliuretano reduz consideravelmente a capacidade de eliminar o suor diretamente e necessita humedecer ou saturar antes de começar o processo de eliminação. Os praticantes de esportes outdoor sabem disso pela sensação de umidade nos primeiros 10 a 15 minutos, antes que jaqueta comece a dar um rendimento otimizado.

Portanto, o grande avenço do eVent é que ele é um sistema “seco”, que oferece uma transpiração direta. Isso acontece devido ao uso de um tratamento de proteção da capa interior que se baseia em aplicar de forma química óleos hidrofóbicos em nível microscópicos a cada uma das fibras.

Gore-Tex

A empresa WL Gore and Associates foi fundada em 1958 por Wilbert Lee Gore e sua esposa Genevieve Walton Gore nos EUA. Bill Gore passou 16 anos na DuPont Company em diversos cargos técnicos que incluíam pesquisa com fluoropolímero quando decidiu formar sua própria empresa. Criada pela primeira vez em 1969, o Gore-Tex foi uma grande revolução para a indústria ourdoor.

O material é um tecido impermeável que também incorpora uma membrana respirável, isolando o excesso de umidade e permitindo que o calor e a transpiração escapem. Isso permitiu que os fabricantes de indumentárias outdoor finalmente criassem produtos que fossem mais confortáveis ​​de usar, mesmo em uma chuva forte. Antes da introdução de Gore-Tex, as roupas de chuva geralmente mantinham a água fora, mas causavam superaquecimento ao usuário, com o suor preso dentro do aparelho.

Foto: http://www.gore-tex.com

Ao longo dos anos, a Gore-Tex evoluiu dramaticamente e seu desempenho continuou a melhorar. Além disso os materiais foram ficando mais refinados para serem usados ​​em uma ampla variedade de produtos. Atualmente o produto é utilizado em jaquetas, botas, luvas, bonés, gorros e muito mais. Atualmente, no mercado, existem ainda vários tipos de Gore-Tex, os quais são projetados para diferentes propósitos.

Por exemplo, há tipos de tecido com a tecnologia que são mais espessos que são indicados para condições extremas (um expedição de alta montanha, por exemplo), ou materiais finos os quais são usados ​​durante atividades altamente aeróbicas como trekking e trail running. Não importa qual tipo de Gore-Tex seu equipamento usa, a garantia que ele possui é de que irá para mantê-lo confortável e seco na trilha.

PrimaLoft

Desenvolvido pela primeira vez para os militares dos EUA no início da década de 1980, o PrimaLoft é um isolamento sintético de microfibra feito de fios de poliéster com alto desempenho. O material é usado em uma ampla variedade de produtos, incluindo jaquetas, luvas, sacos de dormir, calçados e vários outros itens. Ao longo dos anos, a PrimaLoft provou ser uma alternativa viável às plumas de ganso.

Como é de conhecimento geral em quem pratica esportes outdoor, as plumas de ganso oferecem uma excelente relação calor/peso, mas perde totalmente estas propriedades quando se molham. Além disso, uma vez molhado, o tempo de secagem pode ser muito longo. A partir desta debilidade é que torna PrimaLoft uma boa alternativa. O material elimina a umidade muito mais rapidamente. Devido a isso, os fabricantes de equipamentos outdoor incorporaram este isolamento sintético em seus produtos para oferecer um alto nível de desempenho sem comprometer o conforto em condições climáticas adversas.

O PrimaLoft continuou a evoluir ao longo dos anos e agora oferece uma variedade de versões diferentes projetadas para diferentes produtos. Um bom exemplo é o PrimaLoft Gold, que foi projetado para uso em roupas de alto desempenho e sacos de dormir. Roupas para expedições em alta montanha utilizam esta tecnologia.

Já o PrimaLoft Silver é construído para roupas que são usadas mais perto da pele (como maioria das atividades outdoor no Brasil), oferecendo um nível de desempenho similar, mas com conforto adicional.

PolarTec

Para o leigo a primeira vez que escuta a palavra fleece, fica a dúvida de não saber exatamente o que é por não ser uma palavra conhecida. A grosso modo, é um tipo de flanela feita de tecidos sintéticos com propriedades típicas (respirabilidade, leveza e compressibilidade), que o tornam indicado para atividades ao ar livre. Apesar de existir vários fabricantes, o mais conhecido material é da marca PolarTec. Por ser o principal distribuidor deste material para várias marcas, muitas pessoas a confundem com o equipamento em si.

Feito de poliéster, o tecido, originalmente concebido para imitar a lã, é usado em jaquetas, gorros, suéteres e outros itens destinados a nos manter aquecidos em temperaturas frias. PolarTec oferece muitas das mesmas qualidades da lã natural, mas numa versão mais fina e mais leve. É altamente resistente à água, mantém sua capacidade de isolar mesmo quando molhado e seca rapidamente, o que pode ser crucial em atividades outdoor. Ele também oferece uma boa relação calor/peso, é resistente a chamas e hipoalergênico também.

Atualmente, existem muitas variações do PolarTec que são projetados para diferentes finalidades. Por exemplo, a versão Power Stretch é para uso em roupas que exigem movimento irrestrito sem comprometer o desempenho. Já o PolarTec Alpha (originalmente criada para as Forças Especiais dos EUA) oferece o mais alto nível de calor, respirabilidade e capacidade compressibilidade da empresa.

Pertex

Construído para ser leve e durável, o que diferencia os tecidos Pertex da concorrência é o alto nível de respirabilidade e resistência ao vento que eles trazem. Pertex foi originalmente lançado em 1979 e desde então tem sido adotado. Por sua qualidade acabou tornando-se um dos materiais mais populares e frequentemente utilizados na indústria outdoor, com muitas marcas incorporando este tecido. O Pertex é principalmente utilizado em jaquetas e sacos de dormir.

Para atingir seu alto nível de desempenho, a Pertex incorpora dois fios diferentes em seu design. Um fio interno que usa filamentos maiores que trabalha em conjunto com um fio externo com filamentos menores. A umidade se moverá naturalmente do fio interno para o exterior graças a um movimento capilar impulsionado por uma temperatura corporal mais alta em relação ao ar externo.

Hoje, a Pertex vem em três variedades: Shield , Quantum e Equilibrium , cada uma com suas próprias características, recursos e desempenho.

Spectra

Desenvolvido pela Honeywell , a fibra Spectra é um tecido leve e incrivelmente resistente e durável. Dez vezes mais forte que o aço, o Spectra é comumente usado em equipamentos táticos projetados para serem usados ​​por policiais e militares. Pela sua qualidade, algumas marcas já estão utilizando em equipamentos outdoor.

O Spectra Grid 100 e o Spectra Micro Grid são as versões especificamente projetadas para uso no no ambiente outoor. Os tecidos feitos da Spectra estão sendo adotados em diversos tipos de roupas como luvas, mochilas, roupas de ciclismo, primeira camada, etc.

Thinsulate

Em 1979, a 3M introduziu um novo material isolante sintético chamado Thinsulate. O nome da tecnologia foi chamado assim por causa da capacidade de aquecer, enquanto permanecia relativamente fino. As fibras Thinsulate têm apenas 15 micrômetros (0,015 mm) de diâmetro. Este valor é substancialmente menor que o poliéster, material que é tradicionalmente usado como um agente isolante em roupas outdoor.

Ao longo dos anos, Thinsulate encontrou sua larga aplicação em botas e jaquetas, mas é especialmente popular em luvas e gorros. As fibras de Thinsulate são consideradas uma alternativa de alto desempenho para baixo, em parte porque são resistentes à água, enquanto permanecem respiráveis ​​também. Com o tempo, o produto teve alguns melhoramentos, permitindo que houvesse linhas de Thinsulate com versão resistente ao fogo, à prova d’água , além de ter uma que tenta imitar as propriedades de penas de ganso.

Argentina de nascimento e brasileira de coração, é apaixonada pela Patagônia e Serra da Mantiqueira.
Entusiasta de escalada, trekking e camping.
Tem como formação e profissão designer de produto e desenvolve produtos para esportes de natureza.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.