Enzo Oddo se pronuncia sobre o caso de desrespeito à ética de escalada

tiro-no-sol_1[1]O caso de desrespeito à ética de escalada realizada pelos escaladores europeus Enzo Oddo e Gabriele Moroni tem novos capítulos, e parece longe de uma solução (Para entender o caso acesse aqui)

Utilizando seu blog particular Enzo publicou uma carta aberta, com tom de cinismo, sobre sua versão no caso de desrespeito à ética local .

Oddo não assumiu sua culpa além de acusar escaladores brasileiros de não seguir a ética no que se refere à questão de chapeletas próximo à fendas.

A via no caso não é uma exatamente uma fenda, e sim um “off-width” (fissura la largura de um corpo humano de lado).

A declaração é destaque no site de ranqueamento de escaladores esportivos 8a.nu , o qual também se pronunciou declarando que a notícia divulgada pelo Blog de Escalada, Blog do Eliseu Frechou na ESPN e a revista espanhola Desnível eram boatos.

O site norueguês ainda reclamou do tom agressivo das críticas à dupla, e da postura não-paternalista por parte de quem se sentiu ofendido.

Na sua declaração, Enzo se defende das críticas afirmando entre outras coisas que realizou a via solando, e quando a desequipou não havia traço de que a via já tinha sido conquistada por inteiro.

Oddo Afirma ainda que a chapeleta isolada do restante da via lhe passou a impressã0 que de alguém utilizou uma “conhecida” maneira de impedir que oturas pessoas abrissem novas linhas.

As explicações de Enzo Oddo demonstram o não arrependimento pelo ato, e de que pretende praticá-lo novamente por onde quer que visite.

Os patrocinadores de ambos os escaladores ainda não se pronunciaram sobre o comportamento inadequado o que evidencia que todos corroboram os atos de ambos.

Para ler na íntegra a declaração de Enzo Oddo, visite: http://enzo-oddo.fr/news/2013/10/polemiques-au-bresil/

Mensagens para Enzo Oddo: http://www.8a.nu/forum/ViewForumThread.aspx?ObjectId=28784&ObjectClass=CLS_UserNewsComment&CountryCode=GLOBAL

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.