Entrevista com Raiane Melo

Extensamente divulgado aqui o Crossfit é uma modalidade esportiva que tem muito a acrescentar ao escalador que deseja uma preparação física mais apurada. Para quem gosta de desfrutar da escalada esportiva, o Crossfit chega a ser fundamental para que a evolução da pessoa seja mais rápida do que se ele, por exemplo, apenas ir a uma academia de escalada.

Há, claro, muito preconceito por conta da modalidade ser relativamente nova e, em grande parte, fora do conhecimento dos atuais treinadores de escalada do Brasil. Muitos treinadores da “velha guarda” ainda acreditam que tudo o que não for escalada deixa o atleta “bombado” e “pesadão”. Uma herança maldita de uma época que tudo era empírico no esporte. Este preconceito, do Crossfit não servir para a escalada, é oriundo muito mais da desinformação do que comprovação prática.

Para conseguir mostrar os benefícios do Crossfit para escaladores a Revista Blog de Escalada foi procurar uma das mais fortes escaladores do estado de Minas Gerais : Raiane Melo. A mineira começou a utilizar como complemento o Crossfit há relativamente pouco tempo na modalidade e, em menos de um ano, já se destacou em um torneio local na cidade de Belo Horizonte no último mês. A escaladora, que já era conhecida por sua determinação e foco nos objetivos, foi citada por várias pessoas pessoas da escalada brasileira para ser entrevistada e falar sobre a evolução que teve com a modalidade.

Raiane, que já foi destaque aqui na Revista Blog de Escalada, pssui estilo de escalada leve e fluido que muitas vezes parece flutuar pelos boulders de Ouro Preto. Procurando se dedicar a competições no Brasil, a escaladora tem um futuro promissor pela frente e já começa a chamar atenção dos praticantes em seu estado. Após uma rápida pesquisa, Raiane Melo recebeu bastante elogios sobre seu potencial e sobre seu estilo de escalada.

Raiane, você vêm incorporou Crossfit na sua rotina de treinos. Como isso fez diferença na sua escalada ?

Desde Abril deste ano eu tenho feito aulas de Crossfit de 2 a 3 vezes por semana, e tem me ajudado bastante na escalada.

Meu condicionamento físico melhorou muito e tem muitos exercícios de core, que fazem muita diferença na hora de escalar.

Foto : Alexandre Ferreira

Muitas pessoas acham que treinar Crossfit deixa a pessoa bombada e lenta para a escalada. Você concorda com isso ? Por que ?

Depende do objetivo de cada um. O meu é usar o Crossfit para ajudar na minha escalada, quero ficar mais forte mas não quero ficar “grande”, acho que junto com uma alimentação adequada dá para ficar mais definida e não ficar “bombada”.

No Crossfit os exercícios são dinâmicos, diferente da musculação, então melhorou a velocidade e dinâmica da minha escalada.

Sempre gostei de fazer exercícios físicos e adoro conhecer esportes ou atividades diferentes, acho que mudar um pouco o estímulo faz bem para o nosso corpo.

Viver em Minas Gerais parece ser o paraíso dos escaladores esportivos. Na sua opinião é este o motivo que faz alguns escaladores mineiros não viajarem para fora ?

Acho que é de cada pessoa, nós mineiros temos sorte de ter muitos lugares perto para escalar.

Viajar precisa de tempo e dinheiro por isso as pessoas podem preferir ficar por aqui do que viajar para fora, mas nada substitui conhecer lugares novos e novas culturas.

Foto : Acervo pessoal Raiane Melo

Recentemente você se destacou em um torneio em Belo Horizonte. Como foi a sua preparação para conseguir a sua conquista ?

Ter um treino me motiva muito e eu sempre gostei de treinar na resina, em Junho deste ano comecei um treino planificado com o Gustavo Fontes.

Treinei escalada de 3 a 4 vezes na semana, e fazia Crossfit 2 a 3 vezes na semana, sempre escutando o meu corpo e diminuindo as cargas quando achava que era preciso.

Nos últimos anos a escalada teve uma explosão de mulheres escalando. Na sua opinião qual o motivo desta explosão?

Desde quando comecei a escalar aumentou o número de mulheres escalando, quando comecei não sabia da existência de academias de escalada, acho que não era muito comum e hoje em dia ta cada vez mais fácil de ver reportagens, fotos e pessoas escalando, isso ajuda muito a difundir o esporte.

A união das mulheres na escalada tem aumentado e isso motiva muito as mulheres a continuarem e a chamarem mais mulheres para escalar junto, temos o TPM (Treino para as mulheres) projeto criado pela Camila Macedo.

Aqui em Belo Horizonte a gente tenta todas Segundas e Quartas-feiras a noite na academia Rokaz juntar as mulheres para escalarmos juntas.

Foto : Lucas Portilho

A escalada tem grande parte de escaladores homens. Você acha que ainda há muito machismo e sexismo na escalada? Por que?

Sim, já melhorou bastante mas infelizmente ainda existe.

Não só na escalada mas em tudo, esse assunto é muito importante e muito delicado.

As pessoas que praticam Crossfit parecem ser bem unidas. Você acha que esta mesma união existe no universo da escalada ? Por que ?

Na escalada tem essa união também, muita gente quer ajudar e incentivar a evolução do outro.

Foto : Acervo Pessoal Raiane Melo

O ano de 2016 está acabando, qual o balanço geral que você faz da sua performance de atleta ?

Este 2016 foi um ano muito bom, mesmo não participando de muitos campeonatos.

No começo do ano escalei muito na pedra, fui nos festivais de Ouro Preto e da Pedra Rachada, depois foquei mais nos treinos para evoluir.

Quais são seus planos para 2017 ?

Em 2017 quero focar em escalar mais na pedra, participar de mais campeonatos, ir nos festivais e continuar a treinar.

Foto : Acervo Pessoal Raiane Melo

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.