Entenda o que são os Alimentos Anti-Inflamatórios

A escalada é um esporte que predispõe seus praticantes à tendinite e à lesão.

Tendinite é  a inflamação das bainhas dos tendões e dos próprios tendões, causada pela repetição de  movimentos sem intervalos de repouso. As áreas mais afetadas são as articulações dos dedos,  punho, cotovelos e ombros, podendo variar de lesões leves a crônicas graves.

A inflamação é uma reação do organismo a uma infecção ou lesão dos tecidos. Em um  processo inflamatório a região atingida fica avermelhada, quente e pode gerar edema. Isso ocorre  devido a um aumento do fluxo de sangue e demais líquidos corporais migrados para o local.

Na  área inflamada também ocorre o acúmulo de células provenientes do sistema imunológico  (leucócitos, macrófagos e linfócitos), com dor localizada mediada por certas substâncias químicas  produzidas pelo organismo.

Uma alimentação saudavel e com a presença de alimentos anti-inflamatórios pode auxiliar na recuperação da tendinite e evitar lesões, trazendo benefícios para a melhora do desempenho e para a saúde de escaladores. Existem diversos alimentos com propiedades anti-inflamatórias. Os fitoquímicos presentes nesses alimentos auxiliam na modulação do processo inflamatório.

Dentre os alimentos anti-inflamatórios  estão o gengibre, a cúrcuma, o alho, a romã, o chá verde, a linhaça, a chia e muitos  outros.

Abaixo segue a descrição das propriedades e benefícios do alimentos citados.

Gengibre

gengibre_anti_inflamatorio

Foto: http://www.woman.sk

O gengibre é uma planta herbácea de clima tropical, com origem no sudeste asiático, é constituída por rizomas bulbosos e aromáticos de coloração  amarela; caules verdes e compridos e folhas lisas. A parte da planta mais utilizadas é o rizoma, devido às  suas propriedades (como especiaria e condimento e como planta medicinal) e pode ser utilizados fresco, em  cápsulas ou em pó.

Esse alimento pode combater algumas  doenças e possui propriedades farmacológicas que auxiliam no combate de problemas gastrointestinais, como náuseas, vómitos, dores de estômago, diarreia, flatulência e ainda úlceras gástricas.

Estudos mostram que o gengibre possui ação antimicrobiana, anti-inflamatória, diurética, antioxidante, hepatoprotetora e ainda é responsável pela diminuição e controle da glicemia e do colesterol. Pode ser utilizado em casos de problemas respiratórios, reumáticos, de artrites, entre outros.

O gengibre previne e protege o organismo contra a inflamação, devido aos fitoquímicos
presentes em sua composição que auxiliam na eliminação dos agentes inflamatórios.

Curcuma

curcuma_longa

Foto: http://www.esmeraldazul.com

Curcuma longa, que pertence à Família  Zingiberaceae, é uma erva perene,  distribuída em todas as regiões tropicais e  subtropicais do mundo, sendo amplamente cultivada em países asiáticos, principalmente na Índia e na China.

Como um pó, chamado de açafrão, é utilizada como uma especiaria, possui também propriedades digestivas. A medicina tradicional indiana afirma que o pó pode ser utilizado contra desordens biliares, anorexia, coriza, tosse, feridas diabéticas , distúrbio hepático, reumatismo e sinusite.

O princípio corante de açafrão foi isolado no século 19 e foi nomeado de curcumina, que foi extraído a partir dos rizomas, com a cor amarela é o componente principal da planta, sendo responsável pelo efeito anti-inflamatório.

Vários estudos mostram que os compostos extraídos da curcuma longa são potentes inibidores da inflamação e do edema causado pelo processo inflamatório.

Alho

alho_anti_inflamatorio

Foto: http://www.buenasalud.net

O alho é um alimento fitoquímico consumido no mundo todo. Botanicamente pertence à família Liliacea (Liliopsida) com mais de 700 espécies, incluindo a cebola, alho porró e a cebolinha .

As pesquisas cientificas comprovam os efeitos benéficos do alho na saúde, sendo considerado um alimento funcional, que age como imuno estimulante, antiaterosclerótico, anticancerígino, anti-inflamatório, antimicrobiano, no combate doenças cardiovasculares, hipertensão, parasitoses e verminoses.

Todos esses benefícios são devido a quantidades consideráveis de compostos organosulfurados nos bulbos do alho. Dentre os compostos, a alicina é a que apresenta maior propriedade funcional e determina o sabor e odor do alho.

Romã

roma_anti_inflamatorio

Foto: http://dietadakatia.blogspot.com

A romã é um fruto rico em compostos fenólicos, sendo as antocianinas o princípio ativo mais importante e que também confere a cor avermelhada.

As antocianinas pertencem ao grupo dos flavonoides com importantes atividades biológicas.

Seus efeitos benéficos estão relacionados às suas propriedades antioxidantes, que auxiliam na eliminação dos radicais livres e desta forma desempenham um papel importante na prevenção de doenças cardiovasculares, modulação da inflamação, prevenção do câncer e de sua progressão.

Além dos compostos fenólicos é rica em vitaminas A e E, potássio e ácido fólico.

Chá Verde

chaverde2

Foto: http://vilaclub.vilamulher.com.br

Originário da China, o chá verde é cultivado e consumido em mais de 160 países, especialmente os asiáticos.

Os chás de Camellia sinesis são classificados em 3 tipos: preto, verde e oolong, diferenciando-se pelo beneficiamento das folhas. Para o preparo do chá preto, as folhas são fermentadas. Para o preparo do chá verde, as folhas são apenas escaldadas e fervidas para garantir a preservação da cor. Os chás oolong encaixam-se em uma categoria intermediária: passam por processo de fermentação mais brando e, por isso, têm aroma menos acentuado que os pretos. Dos 3 tipos o chá verde é o que possui mais compostos com atividades funcionais.

Dos 3 tipos o chá verde é o que possui mais compostos com atividades funcionais. As propriedades funcionais do chá verde são devidas ao seu conteúdo de compostos fenólicos. Esses compostos abrangem um grande grupo de flavonóides que estão presentes em vegetais, frutas, vinho e chás.

Os polifenóis presentes no chá verde apresentam bioatividades importantes em certas doenças como o diabetes, cardiopatias, infecções virais, inflamações, obesidade, câncer. Evidências sugerem que a ingestão diária de antioxidadante, principalmente compostos fenólicos, é capaz de retardar o aparecimento dessas doenças e do envelhecimento.

Diversas pesquisas têm mostrado os benefícios do consumo de chá verde, incluindo a redução dos níveis de colesterol, atividade imunoestimulatória, atividade antimicrobiana, atividade antioxidante e auxílio na prevenção de doenças crônico-degenerativas como o câncer e doenças cardiovasculares.

Linhaça

linhaca

Foto: http://cozinhando7.blogspot.com

Derivada da família Linaceae, a linhaça é a semente da planta do linho (uma das plantas mais antigas da história, os primeiros relatos da semente são datados de 5000 anos antes de Cristo, na Mesopotâmia).

É um alimento de origem vegetal rico em ácidos graxos ω-3, apresentando também quantidades elevadas de fibras; proteínas; compostos fenólicos; vitaminas A, B, D e E; potássio, fósforo, magnésio, cálcio e enxofre. A presença de ácidos graxos ω-3 e compostos fenólicos confere à linhaça propriedades anti-inflamatórias.

Existem duas variedades de linhaça para consumo humano, a linhaça marrom e a linhaça dourada. Sua cor é determinada pela quantidade de pigmentos no revestimento externo da semente, sendo que essa quantidade é determinada por fatores genéticos e ambientais.

A semente de linhaça dourada e a semente de linhaça marrom não diferem muito em sua composição química, pois ambas são ricas em lignanas e fibras dietéticas e contém compostos fenólicos. A linhaça dourada contém menor quantidade de fibra dietética total em comparação com a linhaça marrom, porém possui maiores teores de proteína.

Chia

chia

Foto: http://sementedechia.info/

A Sálvia Hispânica (chia) é uma planta herbácea da família da linhaça, nativa da Guatemala e do sul do México. Era cultivada e utilizada pelos astecas como suplemento alimentar por proporcionar resistência, energia e força.

Ela pode ser encontrada no mercado na forma de semente (grãos), farinha, cápsula ou óleo.

É uma boa fonte de ômega 3 e possui em sua composição fibras solúveis, antioxidantes como os flavonóides, aminoácidos, vitaminas do complexo B, cálcio, ferro, potássio, zinco, fósforo e magnésio.

A presença de ácidos graxos ω-3 e compostos fenólicos confere à chia propriedades anti-inflamatórias.

Por ser rica em aminoácidos é uma boa opção para vegetarianos.

Banner_1

Nutricionista na Empresa IBITI Montanhismo e Escalada, formada pela Universidade de Brasília (UnB), especializada em Avaliação e Terapia Nutricional de Paciente Renais, cursando Pós-Graduação em Nutrição Funcional. Cursos de extensão na área de bioquímica e patologias e na área de nutrição esportiva.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.