Livro da semana: “Em Busca da Alma de Meu Pai” – Jamling Tenzing Norgay

No ano de 1953, dois homens chegaram ao topo da monanha mais alta do mundo pela primeira vez: Edmund Hillary e Sardar Tenzing Norgay. Houve fama e bastante reconhecimento para ambos. Hillary foi nomeado cavaleiro da Ordem do Império Britânico no mesmo ano e devotou muito de sua vida para ajudar o povo Sherpa do Nepal através da Himalayan Trust que ele fundou.

Já Norgay passou a ser visto por seu povo, os sherpas, como um sábio. O motivo deste reconhecimento espiritual foi devido à crença sherpa de que as montanhas são a morada das divindades. Por ter chegado à montanha mais alta do mundo, ele fez uma peregrinação sem precedentes em sua cultura.

Seu filho Jamling Tenzing Norgay nasceu treze anos depois e estudou na Índia e nos Estados Unidos. Infelizmente pouco viu o pai. Em 1995, o cineasta David Breashers convidou-o para participar de uma expedição de filmagem ao cume do Everest e Jamling pôde realizar seu sonho de ir ao Everest. Por uma coincidência trágica, a estação de 1996 ficou na história do montanhismo pelos acontecimentos terríveis conhecidos como “Tragédia do Everest”.

Naquele ano de 1996, quatorze montanhistas faleceram durante a temporada de escaladas no Monte Everest, sendo que oito deles morreram no mesmo dia. Estas oito mortes aconteceram no fatídico dia de 10 maio de 1996 e os outros morreram no dia seguinte (em decorrência das lesões sofridas no dia anterior).

O acontecimento ficou conhecido como “Tragédia do Everest” e gera discussão até hoje entre montanhistas. A fatalidade foi assunto de várias obras literárias como “No ar rarefeito” de Jon Krakauer, “Deixado para morrer” de Beck Weathers, “A Escalada” de Anatoli Boukreev, “Climbing High” de Lene Gammelgaard e “The Other Side of Everest” de Matt Dickinson.

O livro “Em Busca da Alma de Meu Pai” é o relato da escalada do Everest do ponto de vista sherpa e budista, e é um retrato emocionante da cultura de um povo que costuma ser deixado de fora da história. De todos os livros escritos sobre a “Tragédia do Everest”, este é o único que aborda o tema visto da perspectiva dos sherpas. Somente por este tipo de abordagem, já se diferencia dos demais. Talvez a abordagem mais honesta e sem floreios ou fantasias para atrair leitores.

Ficha Técnica

  • Título: Em Busca da Alma de Meu Pai
  • Autor: Jamling Tenzing Norgay
  • Edição: 1ª
  • Ano: 2002
  • Número de páginas: 344
  • Editora: Companhia das Letras

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.