Duas viúvas de sherpas tentarão escalar o Monte Everest em 2019 para inspirar outras mulheres

As viúvas de dois sherpas que morreram no Monte Everest (8.848 m), tentarão escalar a montanha mais alta do mundo para completar a ascensão inacabada de seus falecidos maridos. Além disso, ambas afirmam que seu desejo é também inspirar as mulheres. As nepalesas Furdiki Sherpa e Nima Doma Sherpa começarão a escalada em maio de 2019.

O esposo de Furdiki Sherpa, de 42 anos de idade, morreu enquanto fixava cordas para clientes em 2013. Nima Doma Sherpa, de 26 anos de idade, era esposa de um dos 16 sherpas que morreram na avalanche próxima ao acampamento base em 2014. Ambas já completaram o treinamento necessário para picos menores. Ambas confessaram à Reuters (agência de notícias britânica e a maior agência internacional de notícias do mundo) que a morte dos cônjuges impactou profundamente a economia da família.

Mãe de dois filhos Furdiki Sherpa afirmou que “a morte de meu esposo não é o final da minha vida. Estou organizando esta expedição para difundir a mensagem de que as viúvas podem realizar aventuras tão difíceis como esta.” De acordo com o Himalyan Database, de todos os montanhistas que chegaram ao topo do Monte Everest, cerca de 500 eram mulheres.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.