Decida viver como um guerreiro

Eu tenho sessenta anos de idade. Quarenta anos atrás, eu me apaixonei com a escalada. Vinte anos atrás. Eu me apaixonei com a criação de uma carreira com a escalada. Minha vida, no entanto, não foi amar o que eu faço o tempo todo. Antes da minha escolha de criar uma carreira na escalada, eu trabalhava na empresa de meu pai.

Nós vendíamos ferramentas industriais, a maioria de corte como brocas e outras ferramentas para cortar metal. Eu não gostava das ferramentas de corte. Eu não gostava da minha vida tampouco . Eu estava frustrado, deprimido e ansioso.

Eu tive o que é conhecido como crise da meia-idade. Vender ferramentas de corte não era significativo para mim. Uma crise da meia-idade indica que estivemos vivendo uma existência supérflua.

Há algo sobre a vida que precisa de profundidade e significado. Nós estamos crescendo ou morrendo. Ter uma vida significativa valida o fato que estamos crescendo como seres humanos.

A questão crítica é: como criamos vidas que são significativas?

guerreiro-rocha

Foto : Pierre-Arnaud Chouvy | http://photo-tropism.com/

Eu não gostava de vender ferramentas. Isso é importante para levar em conta. Mas eu precisava ir além e enquadrar o problema em uma direção na qual eu pudesse realizar alguma ação. Eu sabia que eu amava a escalada.

Eu investiguei o que chamava minha atenção e meu interesse sobre a escalada. Parecia ser o medo e o aspecto mental dela. Agora, eu precisava fazer uma escolha para criar uma nova carreira.

Esta nova escolha precisava ser feita de forma diferente. Eu precisava determinar o que causou a minha crise de meia-idade em primeiro lugar. Eu precisava olhar para minha motivação porque a motivação é o que direciona nossas decisões.

Nossa motivação faz com que tomemos decisões que nos levam a uma vida de frustração ou a uma vida significativa.

Existem duas motivações básicas: a extrínseca e a intrínseca. A motivação extrínseca nos leva aos resultados de fim que queremos atingir, e tende a estar baseado no conforto; somos motivados ao que nos deixará confortáveis.

Em outras palavras, nós desejamos o conforto que sentiremos ao atingir um resultado final.

A motivação intrínseca nos leva em direção aos processos que queremos vivenciar. Ele tende a estar baseado no estresse; somos motivados ao que é estressante, de preferência um estresse que escolhemos vivenciar. Nós desejamos o estresse que sentiremos durante o processo de engajar-se na experiência.

Minha nova escolha de criar uma carreira com a escalada precisou de uma mudança de direção da minha motivação. Eu havia inconscientemente escolhido um resultado final, baseado no conforto quando eu escolhi trabalhar na empresa do meu pai. Isso me dava um emprego e segurança financeira, ambos baseados no conforto.

Eu precisava valorizar o estresse para ter significado em minha nova carreira. E, havia bastante estresse no processo de desenvolver o Caminho do Guerreiro. Treinamento mental para os escaladores era desconhecido. Não havia muita informação sobre o assunto.

Foto : http://warriorsway.com/

Foto : http://warriorsway.com/

O Caminho do Guerreiro requer que vivamos nossas vidas como guerreiros. Os guerreiros se diferenciam das pessoas normais pelo que os motiva. As pessoas comuns são vítimas da motivação inconsciente baseada no conforto.

Os guerreiros não são vítimas; eles conscientemente escolheram identificar o estresse com o qual querem se comprometer. Os guerreiros buscam tais experiências porque eles são caçadores impecáveis de poder pessoal.

Entrar no desconhecido- no estresse- lhes dá a oportunidade de caçar poder.

Minha vida agora é significativa. Eu gosto de engajar no processo lento e estressante de ensinar o material e encontrar novas formas de aplicá-lo. Eu quero estar nesse tipo de estresse. Eu me vejo tendo uma vida significativa ainda daqui a vinte anos, quando eu tiver oitenta anos.

Joseph Campbell disse que ele não achava que as pessoas queriam ser felizes. Em vez disso, as pessoas queriam uma experiência de estar vivos. Essa experiência é um processo; ela nos dá significado e através dessa experiência nos sentimos vivos.

Não deseje atingir a felicidade; deseje comprometer-se com uma experiência.

Dica Prática: Escolhas

Você faz escolhas sobre o que quer estudar na universidade quando tem mais ou menos 20 anos de idade. Essa escolha normalmente é motivada pelo que chama o seu interesse e atenção.

Depois, inconscientemente, você tende a deslocar sua motivação, fazendo  uma escolha de carreira que te dará conforto e segurança.

Normalmente leva 20 anos vivendo com essa escolha para sentir seu impacto total.

Aos 40 você tem uma crise de meia-idade porque você sente que não está crescendo ou vivendo a vida que você quer viver.

Você encara outra escolha. Essa escolha deve ser feita com uma motivação diferente.

Se você está se deparando com tal escolha, então escolha tomá-la como um guerreiro o faria, motivado a ter uma carreira que lhe dará o estresse com o qual quer se engajar.

Estar motivado dessa forma criará uma vida mais profunda e mais significativa.

1-WarriorsWaylogo_

O livro “The Rock Warrior Way – Mental Training for Climbing” está à venda traduzido para a língua portuguesa no Brasil em : http://www.companhiadaescalada.com.br/

Tradução do original em inglês : Gabriel Veloso

Sobre o Autor

Arno Ilgner

Arno Ilgner

Arno Ilgner distinguiu-se como um escalador pioneiro nos anos 1970 e 80, quando as principais ascenções foram as primeiras fortes e perigosas. Essas façanhas pessoais são a base para Ilgner desenvolver o programa de treinamento físico e mental – Rock Warrior Way ®. Em 1995, após uma pesquisa aprofundada da literatura e prática de treinamento mental e as grandes tradições guerreiras, Ilgner formalizado seus métodos, fundou o Instituto Desiderata, e começou a ensinar seu programa de tempo integral. Desde então, ele tem ajudado centenas de estudantes aguçar a sua consciência, o foco de atenção, e entender seus desafios de atletismo (e de vida) dentro de uma filosofia coerente, baseada em aprendizado de tomada de risco inteligente. Ilgner considera a alegria e satisfação no esforço – a “viagem” – intimamente ligada à realização bem sucedida das metas.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.