Crítica do filme “Project Mina”

Project-mina-15No fim dos anos 60, e início dos anos 70, a produção de filmes em geral enfrentava uma grande crise criativa e este fator refletia pesadamente nos negócios dos estúdios.

Idéias obsoletas como criar divas e galãs fora da realidade física humana estava desgastada e, aliado à histórias superficiais e que retratavam uma realidade inexistente, já não eram mais aceitas pelo grande público. Algo muito parecido com o que as novelas televisivas enfrentam no Brasil.

Nesta época produtores tidos como uma “geração rebelde” tiveram a iniciativa de criarem histórias mais criativas com pessoas que aparentavam serem mais reais, impondo assim uma temática mais realista na qual o público se identificasse e as quais são usadas até hoje no cinema.

Project-mina-13

Esta nova geração tinha nomes como Steven Spielberg, George Lucas, Martin Scorcese, e muitos outros, reconhecidos por criar universos e histórias que até hoje são admirados, e cultuados, por quase todos os cinéfilos do mundo.

Não seria nenhum exagero fazer esta mesma comparação com as produção de filmes outdoor, em especial os de escalada, que no desejo de mostrar como extremo é o esporte acabam por somente valorizar fortes atletas, esquecendo de praticantes que realizam feitos admiráveis mas sem chegar ao limite do humano.

Na linha da superficialidade podemos incluir muitos filmes que apostam na temática de escalada em boulder, que além de esquecerem a história, ainda tentam imitar efeitos cafonas como o uso excessivo de câmera lenta, grunhidos de escaladores a cada minuto e completa ausência de diálogos. Assim como aconteceu com o cinema hollywoodiano, uma nova geração de produtores estão surgindo e tirando a produção de filmes outdoor do lugar comum.

Project-mina-12

Não seria nenhum exagero colocar produtores criativos e talentosos como Alexandria Brombach, Jen Randall, Namuss Films entre outros nesta lista de novos diretores talentosos que, seguramente, levam filmes outdoor a um patamar muito acima das produções existentes.

A britânica Jen Randall está lançando seu “Project Mina”, um filme que conta a trajetória de uma escaladora em decidir competir na copa do mundo de escalada.

O filme documenta a escaladora Mila Leslie-Wujastyk que se dedica à suas escaladas cotidianas na Inglaterra, quando toma uma decisão pessoal importante : competir e representar seu país na Copa do Mundo de escalada esportiva. A partir daí a produção acompanha todo o treinamento, alimentação e resultados obtidos nas competições até às conclusões tiradas desta experiência.

“Project Mina” foca no impacto que a rotina de Mina Leslie sobre e como ficou seu dia a dia após iniciar os treinos. Tudo sempre mostrando os sentimentos da protagonista com seus resultados,  sua dedicação à preparação e tendo, portanto, poucas cenas de escaladas longas com trilha sonora ao fundo.

Project-mina11

Documentando detalhes como alimentação, exercícios complementares, relação com o namorado e reações após cada resultado o filme é bastante entretenido e serve de inspiração para muitas mulheres que pensam também em competir e levar os treinamentos de escalada mais seriamente.

A decisão de focar mais nos sentimentos, e em pequenos detalhes dos bastidores das competições, a diretora Jen Randall realiza um filme de escalada sentimental e poético ao mesmo tempo, equilibrando momentos de tensão com declarações da protagonista que arranca lágrimas e sorrisos do público.Project-mina-9

Algumas passagens como a de Mina Leslie chorando e analisando seu resultado, e os comparando com as suas expectativas, é um dos pontos mais tocantes do filme, e certamente apertará o coração dos espectadores mais sensíveis.

A escolha de sempre ter cenas com a voz de Mila narrando ao fundo consegue criar uma fácil identificação com a personagem e uma empatia quase instantânea. Com boa fotografia e edição, “Project Mina” agrada visualmente, sem abusar de imagens de efeito ou ângulos fora do comum.

O bom gosto na escolha da trilha sonora, e a narração em voz rouca e ponderada da protagonista ajuda no bom ritmo do filme, e em nenhum momento torna-se cansativo nem parece se alongar em demasia.

Project-mina-7

O talento que Jen Randall mostrou em seu “Push it” agora mostra amadurecimento e sensibilidade raramente visto em produções do gênero outdoor e caminha, sem sombra de dúvida, para ser dos grandes nomes na produção de filmes outdoor.

“Project Mina” é muito mais que um filme sobre garotas que escalam, mas sim um filme sobre as dores de como é um atleta por dentro, sempre tentando se superar, e como alguém deve encarar resultados adversos. Sobretudo a produção evidencia o segredo de qualquer filme outdoor : focar nas pessoas e nos seus sentimentos, e isso o filme faz com maestria.

Nota Revista Blog de Escalada : 

O filme “Project Mina” foi gentilmente cedido pela Light Shed Pictures

Project-mina-6

Project-mina-15

Project-mina-14

Project-mina-5

 

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.