Corpos dos montanhistas Alex Lowe e David Bridges são encontrados no Tibet após 16 anos

Os corpos de dois escaladores americanos foram encontrados em um glaciar no Himalaia, 16 anos após terem falecido em decorrência de uma avalanche.

Os corpos foram identificados como Alex Lowe e David Bridges, montanhistas que estavam escalando em Shishapangma (montanha de 8.013 m) quando foram surpreendidos por uma avalanches em outubro de 1999.

A esposa de Alex Lowe afirmou que a dupla de montanhistas aparentavam estar “congelados no tempo”.

A descoberta dos corpos foi anunciada na seta-feira pela sua esposa (hoje casada com o montanhista Conrad Anker).

O escalador David Bridges era natural do estado americano do Colorado e tinha 29 anos à época. Bridges era especializado em filmagens em alta montanha e estava começando uma parceria bem sucedida com  Alex Lowe.

Quem foi Alex Lowe

Foto: Alex Lowe Foundation

Foto: Alex Lowe Foundation

O montanhista americano Alex Lowe, à época com 40 anos, era considerado dos maiores nomes de sua geração no montanhismo, e era muito respeitado dentro da comunidade mundial por ter realizado vários resgates de outros escaladores. Sua força física era tão impressionante que ficou conhecido por ser o “pulmão com pernas”.

É creditado a Alex Lowe o resgate de vários escaladores durante a temporada de 1995 no Alasca, quando seis montanhistas morreram no Denali (conhecido como Mount McKinley à época).

Alex Lowe também fez algumas das escaladas mais difíceis do mundo como Kwangde (6.187 m), Kusum Kanguru (6.367 m) e Taulliraju (5.830 m).

No ano de 1999 Lowe, acompanhado do cameraman David Bridges, enquanto escalava Shishapangma, a 14º montanha mais alta do mundo, foi surpreendido por uma avalanche e dado como morto após vários dias de buscas.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.