Saiba qual tipo de trançado de corda de escalada é mais resistente à abrasão

Saber escolher uma corda de escalada é uma tarefa obrigatório a todo escalador. Aqui mesmo na Revista Blog de Escalada há um guia essencial para ajudar a quem estiver em dúvida quanto à aquisição deste equipamento. Procurando no Google, ou outro buscador disponível na internet, é possível verificar que existem muitos artigos, alguns bons outros nem tanto sobre o tema. Porém, uma preocupação básica sempre povoa a cabeça dos praticantes de escalada: “esta corda é boa?”.

Esta pergunta é feita constantemente a todos os praticantes de escalada em redor do mundo. Muitos acreditam que uma determinada marca é melhor que uma outra. Este tipo de conceito é até verdade, pois cada empresa possui determinada reputação que é proporcionalmente ligada à qualidade do material. Mas a durabilidade de uma corda está ligada ao tipo de rocha que ela será utilizada. O principal parâmetro de uma corda de escalada a ser avaliado é a quantidade de quedas fator 2 que ela suporta. Como algumas vezes este tipo de ocorrência não pode ser visualizada facilmente, muitos acabam vendendo cordas usadas já danificadas na sua alma.

Mas este não é o único fator a ser analisado. Mesmo sem ter “nenhuma queda”, uma corda pode apresentar um desgaste acentuado, mesmo com pouco tempo de uso. O motivo disso é simples: o processo de abrasão é que faz com que uma corda se desgaste mas ou menos que as outras. Portanto saber o tipo de rocha que será usado a corda de escalada é muito importante. O uso predominantemente em superfícies abrasivas, como granito, ou mesmo em rochas pouco abrasivas, como o calcário, é que determina a longevidade de uma corda.

Lembrando para quem é incrédulo neste aspecto, de que cordas desgastam por causa do tipo de rocha, que o desgaste abrasivo é a perda de material pela passagem de partículas rígidas sobre uma superfície. Caso deseja saber mais sobre isso, uma boa fonte de informação é o livro “Tribology: Friction and Wear of Engineering Materials” de Ian Hutchings. Para amortizar este tipo de desgaste, os Engenheiros de Materiais fizeram várias pesquisas sobre o assunto, pois cabe a este profissional estudar a estrutura, propriedades, aplicações, processamento e o desempenho de materiais novos ou já existentes para fins práticos.

Trançado de corda de escalada

Estudando os materiais, os engenheiros concluíram que para diminuir a abrasão de uma corda de escalada, a qual está sempre roçando na superfície e que deve ter uma maleabilidade predeterminada, o segredo estaria na maneira que superfície estaria construída. Um material muito resistente à abrasão, mas colocado de maneira monolítica, como uma espécie de tecido, diminuiria muito a maleabilidade. Porém, inspirado em produtos de artesanato em todo o mundo, os engenheiros de todo o mundo perceberam que conseguiriam realizar uma espécie de trançado com fitas ultra resistentes à abrasão.

Obviamente que a explicação acima está muito simplista e, por motivos óbvios, serve somente para o entendimento do público leigo. Abordar um conteúdo muito técnico, com fórmulas matemáticas iria apenas tornar este texto cansativo a quem quer saber somente uma resposta prática.

Apesar de terem conseguido chegar a uma conclusão, até certo ponto simples, sobre a maleabilidade da corda, os engenheiros tiveram também de elaborar qual o topo de trançado poderia ser executado por uma máquina que desse à corda maior nível de resistência à abrasão. A empresa espanhola Fixe, especializada em produtos para escaladores, anunciou que tinha desenvolvido uma corda com resistência superior aos concorrentes no mercado. Desta maneira, atualmente no mercado existem três tipos de trançados:

  • Endurance 1×1
  • Classic+ 2×2 (48)
  • Classic 2×2 (36)

Como pode ser observado na figura, uma corda Endurance utiliza uma construção de malha com 1×1. Em termos práticos, cordas com a tecnologia Endurance, ficam mais maleáveis e deslizam mais suavemente pelas superfícies. De acordo com a Fixe, o trançado Endurance resiste aproximadamente 30% mais, quando usada em mesma rocha pelos mesmos escaladores, do que uma corda com trançado comum. Por isso este trançado é mais utilizado em cordas de baixa milimetragem. Este tipo de corda é voltada para o púbico que procura escalar com corda dupla.

Além da Fixe, a marca Black Diamond também utiliza a mesma tecnologia em suas cordas. Para quem quer utilizar cordas simples em suas escaladas, há opções de 9,6 mm de espessura. Lembrando que o grigri +, tipo de freio muito utilizado por escaladores esportivos, os diâmetros de cordas são de 8,9 a 10,5 mm.

Como o trançado ainda é uma patente exclusiva da Fixe, outras marcas ainda não o utilizam. Entretanto, saber que tipo de trançado uma corda possui, mesmo não sendo Endurance, pode ajudar a entender porque uma corda tem uma longevidade maior que a outra.

Argentina de nascimento e brasileira de coração, é apaixonada pela Patagônia e Serra da Mantiqueira.
Entusiasta de escalada, trekking e camping.
Tem como formação e profissão designer de produto e desenvolve produtos para esportes de natureza.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.