Quais os principais conselhos para um principiante na escalada

A escalada é talvez dos esportes que mais esteja ficando em evidência entre as pessoas jovens. Pessoas que procuram uma atividade mais lúdica e diferente do que esportes tradicionais, que permita opção de estar ao ar livre e, ao menos em teoria, sem muitos regulamentos a respeito da prática. Um novo mundo que, preferencialmente, também ofereça terreno para o desenvolvimento pessoal. A escalada oferece tudo isso e até um pouco mais.

Porém não é um esporte simples, muito menos fácil, de se iniciar. Embora seja apaixonante para quem já o pratica, exige determinação e tenacidade do iniciante para perseverar dentro dele. Não é segredo para ninguém que há um bom número de pessoas que acabam desistindo da prática por vários motivos. Muitos os praticantes mais experientes já conhecem. Portanto, abaixo estão alguns conselhos simples, mas que servem de guia para quem está iniciando.

Preparo físico e alimentação adequada

Foto: Andrew Bydlon / Caveman Collective

Para praticar escalada é necessário estar em forma. Não é imprescindível estar no pico da forma física. Mas é um bom facilitador estar em um estado físico que favoreça o treinamento e a prática. Da mesma maneira que qualquer outra atividade física. Inicialmente, claro, os mais experientes estão com o físico mais adaptado à atividade e movimentação. Para chegar neste nível, é necessário prática e, para esta prática, um preparo físico razoável.

Inegavelmente quem está em sobrepeso, ou bastante fora de forma (aeróbico e anaeróbico), terá um desafio a mais. Mas isso não chega a ser um impeditivo, desde que a pessoa tenha determinação de entrar em forma e, claro, uma disciplina alimentar. Sim, não basta apenas treinar constantemente se a pessoa não se alimentar corretamente. Por mais que se queime calorias em uma sessão de escalada, de nada adiantará sair do local correndo para comer o que tiver pela frente.

Treino inteligente

Foto: http://www.floclimbing.com

Muitos irão indicar que uma outra atividade física é “complementar”. Mas o que o fundamental é entender como funciona o esporte e em como se movimentar na sua prática. De nada adianta estar com muita força, se treinar sem qualquer planejamento. Não que seja necessário um treinador acompanhando todo o tempo, mas é importante saber quais são as fraquezas e trabalhar para eliminá-las.

Por este motivo, não pergunte ao melhor atleta do país, ou mesmo o astro de sua academia, dicas de treinamento. Não que ele não saiba, mas este atleta irá dizer algo que serve para ele, mas não necessariamente para você. Não existe uma receita de bolo, que basta misturar os ingredientes e o produto final aparece.

Portanto, treinar inteligente é saber o que se deve treinar e quando. Se cada vez que assistir a um vídeo na internet, ou ler um texto sobre treinamento, resolver mudar o que deveria treinar, você não irá evoluir. Este tipo de treinamento, estilo Prêt-à-Porter ou bumba meu boi, não adianta de nada. Procure um profissional de educação física formado e com experiência em treinamento de escalada para explicar o que deve treinar.

Após conversar com este profissional, que geralmente uma academia bem administrada possui sempre à disposição, você pode começar adequadamente à sua introdução.

Respeito sempre

Foto: www.internationalalpineguides.com

A maior necessidade nos dias de hoje é que exista uma geração de pessoas que aprendam a respeitar as pessoas, lugares, leis e, principalmente, o esporte. Como a escalada durante muito tempo foi reconhecida como uma prática de pessoas “revoltadas com a sociedade”, muitos “revolucionários” começaram a praticar a modalidade. Dentro do esporte resolveram colocar em prática toda a indignação com a sociedade e acabaram, ironicamente, criando um modelo semelhante da sociedade que abominavam (mas agora com ela no “poder”).

Portanto, sempre procure respeitar o proprietário do lugar que for escalar, as pessoas à sua volta, aos funcionários da sua academia, às pessoas que administram uma entidade de classe e, principalmente, o esporte que pratica.

Toda vez que houver um desrespeito, de qualquer natureza ou intensidade, quem é mais afetado com as consequências é o próprio esporte. Por isso que, caso converse com alguém mais experiente, saberá que existem vários lugares de escalada que foram fechados por este tipo de falta de respeito de muitos escaladores que acreditavam que não faziam parte da sociedade.

Estudo e atualização é importante

A escalada é um esporte de risco e, por isso, é necessário ter conhecimento atualizado de todas as normas de segurança. Além disso, saiba que no esporte existe muitas “lendas” e pessoas que adoram “ditar regra” a respeito de algo. Portanto a melhor fonte de aprendizado são os os livros e artigos técnicos. Junto deles, há também profissionais, como os instrutores certificados por entidades reconhecidas, que são pessoas que estudaram muito sobre o assunto e estão aptas a opinar sobre algum conteúdo do esporte.

Pessoas que apenas falam “porque sim”, ou mesmo “sempre fiz assim”, mas não sabem citar as fontes da informação que divulga e não possuem formação técnica (curso superior ou certificação de entidade reconhecida), devem ser evitadas. Este tipo de “evangelizador” apenas joga contra o esporte, contribuindo para a involução. Onde há um acidente, ou mesmo uma lesão em treinamento, é porque uma pessoa sem conhecimento técnico orientou alguém inexperiente com alguma informação errada.

Lembrando que apenas por a pessoa possuir X anos de experiência, não chancela a ela a certeza de saber nada. Experiência não é o mesmo que conhecimento. Se por estes mesmos X anos esta pessoa executou um procedimento errado, apenas faz dela uma pessoa sortuda e cada vez mais perto do acidente. Portanto, procure acatar a opinião a respeito de algum tópico somente se a pessoa possuir certificação, não apenas “experiência”.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.