Conheça o projeto “Rodas para Voar” – A volta triunfal de Diogo Ratacheski

Diogo Ratacheski – o “Dioguinho” – paranaense nascido em Curitiba e um dos melhores escaladores esportivos que já apareceram no Brasil.

Com certeza todos já ouviram falar desse cara, um exemplo de determinação, um grande atleta e uma pessoa incrível.

Quem é Diogo Ratacheski?

diogo-ratacheski-1

Foto: Marcela Chaves

“Dioguinho” apareceu no cenário da escalada no Brasil em meados da década de 1990, e em pouco tempo já demonstrava um grande talento na escalada esportiva e bouldering.

Não demorou muito para despontar em nível nacional e internacional, alcançando marcas bem expressivas para a época, e que ainda hoje são desafiadoras para muitos escaladores da elite brasileira.

Foi dele a primeira ascensão da famosa via “Mr. Bill”, localizada na falésia da Barrinha – RJ, a primeira proposta de 11a do país, que pouco depois foi repetida pelos gaúchos Thiago Bahlen e Guilherme Zavaschi, e também pelo carioca Daniel “Coçada” Hans, que decotaram a via para 10c.

Dioguinho ainda faria a escalada em “flash” da via “Barra Pesada – 9c/10a”, também no Rio de Janeiro.

No Paraná realizou a primeira ascensão da via “Movimentos sob pressão”, primeiro 10a do estado, além de diversos boulders de alta dificuldade pelo Brasil.

Venceu diversas competições que participou, tendo destaque para o título de Campeão Sul-Americano de Boulder em 2002 e Campeão Brasileiro de Escalada em 1999 e 2001.

Dioguinho estava no auge de seu rendimento e em plena forma física, toda comunidade escaladora aguardava por novas conquistas e surpresas desse grande atleta, até que em 10 de setembro de 2006 veio a triste notícia de que Diogo havia sofrido um grave acidente de carro e se encontrava em situação de saúde crítica.

Foto: Diogo Ratacheski

Foto: Diogo Ratacheski

Foi um verdadeiro “balde de água fria” para todos os amigos, familiares e todos escaladores que puderam acompanhar a carreira desse rapaz.

Sofreu paradas cardíacas, traumatismo craniano, teve lesões na coluna, ficou 21 dias em coma e acordou paraplégico.

Uma notícia muito desagradavel e triste.

A volta triunfal

Após alguns anos Dioguinho volta ao cenário esportivo, surpreendendo a todos com sua incrível capacidade em superar desafios, e em pouco tempo já começa a colecionar títulos como a Meia Maratona de Florianópolis, ficando em primeiro lugar em sua categoria e a Maratona de Curitiba, ambas neste ano de 2015.

Foto: Acervo pessoal Diogo Ratacheski

Foto: Acervo pessoal Diogo Ratacheski

Tudo fruto de seu novo projeto – “RODAS PARA VOAR” – um lindo exemplo de vida, de dedicação, perseverança e auto superação.

Diogo para poder conseguir fazer mais está em busca de patrocínios para ajudar um dos atletas mais expressivos que o Brasil possui, e se depender de sua vontade com certeza o veremos em breve representando nosso país em competições internacionais e possivelmente nas próximas Paraolimpíadas.

Para acompanhar os desafios de Diogo Ratacheski acesse

O texto foi excrito em conjunto com Israel Menegon

Foto: Acervo pessoal Diogo Ratacheski

Foto: Acervo pessoal Diogo Ratacheski

diogo-ratacheski-2

diogo-ratacheski-7

Carin é Geografa e começou a escalar no morro do Anhangava. É boulderista apaixonada e de enorme garra e talento. É a primeira brasileira a encadenar um V10. é atleta apoiada por AltoEstilo (http://www.altoestilo.com/) e Ginasio v10

There are 4 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.