Conheça 5 alimentos ideais para serem levados em uma trilha ou mochilão

Todo mochileiro e praticante de trekking conta os minutos, e até mesmo os segundos para colocar o pé na estrada e fazer alguma travessia que planejou de maneira visceral. Rituais prazerosos como armar a mochila, separar a roupa, limpar os equipamentos, etc, saem naturalmente á medida que têm-se mais experiência.

Já foi escrito aqui, alem de muitos outros lugares, que o segredo de uma prática bem-sucedida na montanha é alimentar-se bem e corretamente. Por isso há um artigo completo sobre que tipos de erros o praticante iniciante comete quando vai acampar ou fazer um trekking. Pode parecer uma preocupação boba, mas são nos pequenos detalhes que fazem a diferença entre um atividade prazerosa e outra sofrida.

Passar “perrengue” por causa de comida, ou equipamento adequado, em uma atividade outdoor não é sinônimo de diversão, mas sim de irresponsabilidade e falta de preparo do praticante. Por isso durante um passeio de mochilão, trekking, hiking e jornada de escalada saber se alimentar diferencia um praticante inteligente de um “porra louca”.

Frutas secas e sementes

Há muito preconceito com uvas passas. A discussão estéril a respeito de coloca-la, ou não, no arroz ou panetone abou por marginalizar todos os outros tipos de frutas secas. Fruta seca é toda fruta que foi seca, naturalmente ou por meio de uma máquina. Desta maneira existem comumente no mercado não somente uvas passas, mas também ameixas secas, tâmaras, damascos, figos, abacaxi, maçã, etc.

No mercado estas variedades possuem preços e sabores distintos e diferentes entre si. Da mesma maneira que a fruta em sua forma fresca, a seca também pode ser rica em vitaminas A, B1, B2, B3, B6, ácido pantotênico e sais minerais como cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio, cobre, manganês. Há ainda várias frutas secas que contêm Omega 3. No caso de sementes, que também são consideradas frutas secas, a amêndoa é excelente fonte de vitamina E, que evita a anemia, por exemplo.

A principal vantagem das frutas secas é o peso. Por serem relativamente leves facilitam o transporte e podem ser levadas em uma pequena sacola. Uma dica boa é mesclar no “mix de frutas secas” salgados (como as sementes) e doces. De preferência evitar frutas muito salgadas (como amendoim). Por mais que se goste de um sabor de uma determinada fruta seca, procure equilibrar a mesma quantidade de frutas secas no sei kit. Desta maneira não irá ficar enjoado do sabor.

Bolachas (biscoitos) de arroz 

As bolachas (biscoitos) de arroz, apesar de term um aspecto não muito saboroso, são muito leves e concentra excelente quantidade de calorias para serem gastas na sua trilha ou viagem. Uma das principais vantagens das bolachas (biscoitos) de arroz é que após ser ingerida , expande-se ao entrar em contato co sucos gástricos e, desta maneira, ajuda a controlar a saciedade de quem sente-se faminto.

Além deste “truque” para enganar a fome possuem excelente taxa de proteína, ferro, carboidratos, vitamina B, entre outros nutrientes, o que a faz excelente alternativa a qualquer outra bolacha (biscoito) a ser levado na trilha. As bolachas (biscoitos) comuns não possuem nenhum destes nutrientes.

Como não são muito saborosas “ao natural”, são melhor consumidas com geleias, de preferência sem adição de açúcar, e pastas de sementes (amendoim, nozes, amêndoas, etc).

Café ou chá

Durante a temporada de montanhismo no Brasil, diferentemente de várias partes do mundo, é realizada durante o inverno. Por isso muitas pessoas gostam de consumir bebidas quentes durante alguma viagem, acampamento ou trekking.

Por isso o consumo de café em trilhas deve ser levado em consideração. Existem muitas maneiras de preparar um café saboroso em ambiente outdoor (conheças as principais maneiras aqui).

Há pessoas, entretanto, que usam o cacau em pó, que é gostoso, nutritivo e antioxidante para elaboração de “achocolatados”. Como o seu sabor lembra o do chocolate libera endorfina e ajuda a “esticar” a paciência de quem está em uma viagem longa.

O cacau em pó é feito com a amêndoa de cacau moída sem a manteiga. Diferentemente do chocolate em pó, não possui açúcar em sua fórmula.

Aveia e/ou centeio

A aveia é um cereal cujo grão seco é rico em amido, um carboidrato importante para oferecer energia ao nosso  corpo.  Além disso é o cereal com maior quantidade de proteína e uma boa quantidade de vitaminas e sais minerais.

A aveia é um alimento ideal para escaladores e atletas porque além dos carboidratos que dão energia, possui boa quantidade de fibras o que a converte em um cereal de baixo índice glicêmico, tem proteínas em quantidades importantes e micronutrientes de alto valor o que oferece ao esportista muita energia rapidamente.

Aveia é rica em vitamina do complexo B, sobretudo, vitamina B5 e B1, que influi na absorção dos carboidratos e que faz com que o corpo obtenha mais rapidamente a energia necessária para o rendimento esportivo

Acompanhada de frutas, ou alimentos líquidos como leite ou iogurte, a aveia resulta em um alimento ainda mais completo e apropriado para que faz atividades físicas ajudando tanto para o melhor desempenho durante as atividades e na recuperação pós treino

Granola

Granola é um termo comercial criado pelo americano W. K. Kellogg, fabricante de cereais matinais há mais de cem anos. São saborosas mas escondem várias armadilhas como a quantidade de açúcar : O ideal é que não exceda 8g/porção. Por isso preste atenção em ingredientes como xarope de milho, caldo de cana, melaço, xarope de arroz ou de aveia.

Estes nomes pomposos são variações de açucares. Granolas saudáveis não devem conter mais que 400 calorias para 30 gramas (¼ de copo).

A granola é um dos segredos das pessoas com dietas saudáveis e praticantes de exercícios que necessitam de algum tipo de alimento rápido e com alto valor energético. Rica em vitaminas A, C e E, minerais, fibras, sódio, potássio, zinco, fósforo, magnésio, cálcio, vitaminas do complexo B e ferro é uma boa opção de alimentação saudável para viagens e trilhas

Seu consumo pode auxiliar na regulação da digestão e na melhora no funcionamento geral dos órgãos.

Sobre o Autor

Natalia De Marco

Natalia De Marco

Argentina de nascimento e brasileira de coração, é apaixonada pela Patagônia e Serra da Mantiqueira.
Entusiasta de escalada, trekking e camping.
Tem como formação e profissão designer de produto e desenvolve produtos para esportes de natureza.

There are 3 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.