Condensação da barraca : o que é e como evitar este fenômeno natural

Toda pessoa que acampou uma vez na vida já deve ter acordado com a parte interior da barraca toda preenchida com gotas de água, mesmo sem ter chovido durante a noite.

O nome deste fenômeno natural chama-se condensação. Algumas pessoas, principalmente principiantes, estranham na primeira vez que se depara com a “goteira” dentro da barraca.

À primeira vista levanta-se a suspeita de que a superfície da barraca esteja furada. O mesmo efeito acontece quem dorme em trailers e motorhomes e logo pela manhã visualizam em suas claraboias e janelas o fenômeno.

Este fenômeno é chamado de condensação e é bastante comum, especialmente durante climas mais frios.

Condensação

Tecnicamente falando a condensação é processo químico de transformação da matéria em estado gasoso para o líquido. Normalmente ocorre quando o vapor (liberado pela respiração) é resfriado (temperatura externa). Utilizando um linguajar menos rebuscado é quando a água passa de vapor para líquido.

O fenômeno pode ser observado em uma garrafa de água fria deixada ao sol. Mesmo estando a princípio seca, logo se formam gotas de água na parte externa. Desta maneira as gotículas de água contida nos vapores do lado externo quando entramem contato com a água fria, faz com que a água condense-se.

Da mesma maneira, durante noites mais frias, as barracas acumulam água no seu exterior pois a respiração das pessoas no interior da barraca são transformadas em água na parte externa.

Tem como evitar ?

Por ser um fenômeno natural, a condensação não pode ser evitada. Mas o desconforto de começar a “chover” dentro da barraca em dias frios pode ser contornada.As barracas de melhor qualidade possuem uma capa externa que não possui contato com o revestimento interno da barraca.

Desta maneria uma cortina de ar é formada, fazendo com que o acúmulo de água escorra sem entrar para o interior da barraca.

Durante climas com frio mais rígido a condensação pode formar neve na parte externa, danificando uma barraca de baixa qualidade. Por isso é muito importante saber escolher a barraca e reparar no detalhe do revestimento interno e da capa esterna da barraca não se tocarem.

Preferencialmente as barracas possuem no teto uma espécie de claraboia que permite o ar quente gerado pela respiração sair, para criar a condensação na parte externa, deixando a parte interna intacta de umidade.

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 2 comments

  1. Tadeu

    A barraca não condensa, o que condensa é a umidade no ar.
    Isso não é um processo químico, é um processo físico, as moléculas de água continuam sendo moléculas de água.
    O que se forma na parte interna da lona da barraca é gelo, isso se a temperatura estiver com 0 ºC ou menos, neve é a água cristalizada na atmosfera, para ter neve dentro da barraca, teria que ter unidade, ar e frio suficiente para isso ocorrer, algo que beira o impossível em alguns m³ de ar.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.