Comportamento inadequado de frequentadores suspende escaladas em importante local de São Paulo

O Grupo dos Escaladores da Serra de Itaquerí (GESI), local de escalada no interior do estado de São Paulo, anunciou por meio de comunicado em redes sociais que as atividades de escalada estão suspensas por tempo indeterminado. Itaqueri da Serra é um distrito do município de Itirapina, localizado no interior do estado de São Paulo, e está a 18 Km da cidade de Itirapina entre as cidades de São Carlos-SP, Analândia-SP, Brotas-SP e São Pedro-SP.

Os proprietários Sítio Vale do Céu, local no qual encontra-se aproximadamente 60 vias de escalada, alegaram que o convívio com muito lixo, acampamento não permitido, fogueiras, invasão da área residencial, entre outros incidentes, foram os motivos que culminaram na decisão. O local possui um Guia de Escaladas com instruções explícitas sobre as regras de conduta mas que, pelo volume de ocorrências reportado pelos proprietários, são sistematicamente ignoradas. Não foram publicadas, por nenhuma das partes, se os escaladores e frequentadores desrespeitosos seriam da própria região ou de outras localidades mais distantes.

Foto: Abrigo Itaqueri da Serra

Foto: Abrigo Itaqueri da Serra

Durante uma reunião com os proprietários o GESI alegou que vários destes incidentes foram realizados por frequentadores da cachoeira que existe no local, e não necessariamente por escaladores. Porém os argumentos não sensibilizaram os proprietários que optaram por suspender o acesso de visitantes ao local. O grupo acatou os argumentos dos proprietários e no dia seguinte, para prevenir mais incidentes, colocaram placas sinalizando a proibição da entrada.

O GESI acredita que após algum tempo a proibição à escaladas possa ser suspensa e que um maior controle de entrada e saída possa ser implementado para a preservação do local. Porém a entidade pede que os escaladores, tanto da região quanto quem pretende visitar a área em um futuro breve adiem os planos.

Foto: Hudo de Souza

Foto: Hudo de Souza

Mais locais fechados no estado

O fechamento do local de escalada Itaqueri da Serra ilustra bem a situação a qual a comunidade de escaladores do estado de São Paulo vivem. O crescimento de incidentes no último ano cresceu exponencialmente e locais considerados importantes como Pedra da Divisa, Setor Aranha e Setor Cruzeiro, na cidade de São Bento do Sapucaí-SP tiveram suas escaladas suspensas.

Frequentemente a Falésia Paraíso (Pindamonhangaba-SP) e Falésia dos Olhos (Paraisópolis-MG) também são motivos de incidentes de frequentadores com comportamento inadequado que, infelizmente, ameaçam a disponibilidade das atividades de escalada nos locais.

A Federação de Montanhismo de São Paulo (FEMESP) não se pronunciou sobre o caso, nem se tomará medidas para a abertura dos locais com escaladas suspensas.

There is one comment

  1. Carlos

    algumas coisas precisam ficar claro para nós, amantes ou praticantes de esportes “de aventura”, ou simplesmente amantes da natureza: Todo lugar, privado ou público precisa de algum contrato de convivência, no caso do Brasil, onde a auto-gestão anda bem pra baixo, é preciso regulação de uso dos espaços. Na prática isso significa que quem fizer uso desses espaços precisar estar sujeito a algum tipo de norma básica de cuidado e preservação. Existem boas práticas de espaços outdoor mundo afora, assim como bons “manuais de boas práticas”, mas no Brasil parece que o único jeito de deter Trolls é via regulação e leis, a boa autogestão não basta.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.