Como se recuperar de uma tendinite na mão – Um tutorial completo

Um outro dia recebi a seguinte mensagem de um leitor :

Acaba de aparecer uma forte dor na palma da mão que passa pelo pulso e vai até o antebraço. Quando escalo tende a desaparecer, mas uma hora depois de escalar, e também durante o dia, a dor aparece cada vez mais forte. Mas não parei de escalar, pois escalando nos primeiros dias a dor desaparecia, mas já faz uns dois dias ela não me deixa nem amarrar os sapatos. Me disseram uns amigos que é uma tendinite… Que faço agora ? Na verdade já até estava começando a escalar melhor, conseguindo subir de grau e, por isso,  parar me faria regredir e isso me mataria. Ajuda !!!

Então meu caro, devo dizer que, sem dúvida nenhuma, se prepare para “morrer” (em um sentido romântico), porque deverá ficar de repouso completo e não escalar por um bom tempo. Você está com tendinite e, quanto a isso, nem Deus tira de você a sensação que sente em curto prazo. Tão logo descreveste é perceptível que é uma típica tendinite dos flexores (profundo e/ou superficial) comuns. Esta patologia é uma das mais frequentes lesões na escalada e sua recuperação é lenta e traiçoeira.

Uma tendinopatia inicial pode não doer enquanto se exercita, mas a dor fica aguda com o repouso. A parte ruim disso é que muitos escaladores, pelo mesmo motivo, não param nem fazem repouso nas lesões em estágio inicial. Desta maneira terminam agravando uma tendinite superficial, transformando-a em grave. Uma vez a lesão estabelecida, especialmente nos tendões, que são de recuperação lenta, por causa de irrigação ruim destas estruturas, o que causa uma mudança e regeneração lenta.

Falemos em números… Preparado ? Uma tendinite estabelecida e grave requer, pelo menos, três meses de repouso pelo prejuízo ao organismo que ela produziu. Por isso provavelmente você estará estes três meses sem escalar.

Uma tendinite crônica (que é uma inflamação inicial do tendão) leva umas duas semanas de repouso e retorno à escalada de maneira lenta e gradual.

Tudo o que possa fazer para melhorar o tendão não necessariamente diminuirá neste período. Uma terapia de kinésio tape, repouso ativo e exercícios de reinserção ao esporte farão que seu tendão melhore, mas não necessariamente de maneira mais rápida.

Retorno à escalada

Deveria saber também que, ao voltar a escalar, tudo deve ser muito lento. Por lento me refiro a um mês mais, além do período de recuperação, escalando coisas muito fáceis e de maneira progressiva voltar a um nível muito abaixo do qual paraste. Lembre-se um nível abaixo do qual parou… e é assim !!! Muitos escaladores querem, ou pretendem, voltar ao mesmo grau de escalada que estava ao adquirir a lesão e isso, obviamente, não é possível.

Volte com tudo ao grau que escalava, além do mesmo treinamento, que provavelmente lesionará. Isso significa que em números : se lesionou-se ao escalar um 6sup (ou até mesmo 8b) existe uma grande probabilidade que volte a sentir a lesão se não tiver feito um bom treinamento e uma lenta e boa progressão até este grau. Lembre-se que estiveste vários meses sem poder escalar e, muito provavelmente, voltará destreinado.

Foto : Denis Klero | http://www.klero.ru/

Em resumo : se possui uma tendinite clinicamente diagnosticada, o passo seguinte é ir a um traumatologista (de preferência especializado em mãos ou esporte) e certificar-se do diagnóstico. Caso seja confirmado fazer tudo o que digam os médicos e cinesiologista (pessoa especializada na ciência que tem como objetivo a análise dos movimentos) que estarão com você fazendo de tudo para tratar a lesão.

Portanto desejo a você muita sorte e mesmo sentimentos, pois estará um período longo afastado, mas há uma luz no fim do túnel se fizer as coisas de maneira inteligente.

Quer fazer uma pergunta ? Envie em Português ou Espanhol para : [email protected]

Tradução autorizada de : http://rocanbolt.com

banner-rocanbolt

Sobre o Autor

Gonzalo 'Gonzo' Riobbo

Gonzalo ‘Gonzo’ Riobbo

Gonzo Rocanbolt é chileno, médico, escalador e indiscutivelmente uns dos mais completos autores de artigos sobre treinamento de escaladores existentes no mundo. Respeitado em todo o mundo é o organizador do Simpósio de Medicina de Montanha no Chile e palestrante de eventos de escalada no Chile, Argentina e Espanha

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.