Como encadenar uma via à vista: Os principais conselhos de Adam Ondra para escalar melhor

Este é um artigo que foi resultado de uma palestra de Adam Ondra, na qual explica quais são seus métodos para encadenar à vista uma via de escalada. Em uma palestra de pouco mais de uma hora forneceu muitos, excelentes e inteligentes conselhos de como enfrentar o desafio de uma via de escalada que nunca viu na vida.

Tanto em competições, quanto na rocha. Eu, como articulista da Revista de Blog de Escalada e editor de conteúdo de Rocanbolt espero poder entregar esta informação valiosa a todos.

Visualização

Uma das primeiras coisas que me chamou a atenção foi o tempo que Ondra tomava para ler uma via de escalada em competições. Ele divide a visualização da via em três sessões,  a cada uma dava um tempo diferente para leitura.

Foto: Drożdż | http://www.climbandmore.com

Dos seis minutos que tinha para ler a via de escalada estas são as informações que usava:

  • Uma olhada rápida de toda a via de escalada: 90 segundos de observação
  • Leitura de três vezes a sequência do primeiro terço utilizando apenas 60 segundos
  • Leitura de três vezes o segundo e terceira parte: 90 segundos de observação
  • Utilização dos minutos restantes para ler a via novamente por inteiro – Talvez competindo com alguma outra pessoa que fosse amigo

No isolamento, Ondra procura relaxar e manter-se mentalmente focado, mas sem que torne uma obsessão pois isso, admite, o desgasta muito mentalmente. Em todo caso afirma que é necessário saber se a via da mesma maneira que um nerd disseca informações sobre um assunto. Ainda no isolamento escalada mentalmente a via, levando em conta os momentos de por magnésio nas mãos, lugares de descanso e focando em cada passagem difícil.

No momento de escalar, toma-se 40 segundos mais para as sessões que ainda não tem certeza de movimentos. O mais importante é que nestas sessões Ondra faz uma rápida leitura para a real forma de fazê-las. Adam Ondra não usa binóculos, porque acredita que eles produzem falsas interpretações.

Com binóculos agarras ruins parecem agarrões e, por isso, desaconselha o uso.

Flexibilidade de estratégia

Perguntei a Adam Ondra o que passou no caso de alguma parte difícil de sua leitura era diferente de como deveria fazer. Sua resposta foi simples: Mencionou a importância de ter a mente aberta e flexível em mudar a sequência, caso a via assim exigir.

Fez muita ênfase em sempre estar relaxado e não estar ansioso, ou qualquer tipo de emoção, quando tem de enfrentar mudanças na sua estratégia e com passagem bem delicadas.

Foto: https://wn.com

Ondra afirma que sua leitura possui alta taxa de êxito, deixando a entender que quase todos o movimentos que realiza no muro foram pensados da maneira que as realizou. Declara que é necessário entender a sensação mental que é uma cadena trabalhada do que uma à vista.

Na rocha, afirma Andam, que a leitura é mais difícil porque as únicas fontes de informação para conhecer as vias são as manchas de magnésio e que muitas delas podem ser falsas. Atribui a um segredo de encadenar à intuição que aparece no momento de escalar.

Costurar

Quando perguntado sobre pular algumas costuras na escalada em rocha, respondeu de maneira bem simples: ele prefere ser o mais simples possível. Ou seja, se pode evitar de pendurar-se em uma agarra três segundos, tempo de pegar a corda e clipar no mosquetão, evita.

Parte de sua leitura é que na passagem se pode usar para costurar, ou não, com cada mão. Tanto a mão direita, quanto a esquerda, se dividem no trabalho de costurar e, dentro disso, pular costuras e costurar com a costura no joelho em movimentos fortes. Fez muita ênfase que estes segundos extras para costurar pode ser a diferença entre terminar, ou não, uma via de escalada.

Conclusão

No final da palestra, suas palavras finais foram:

  • O verdadeiro objetivo da escalada à vista, ou trabalhada, é ser eficiente individualmente
  • Para escalar deve ser criativo e ter a mente aberta
  • Aproveite e passe bem na escalada

Agradecimentos

Agradeço imensamente o convite de RockBusters de participar do evento e poder, além de palestrar, assistir ao workshop de dois dias com Adam Ondra.

Também agradeço ao escalador Adam Ondra por ser fantástico, muito simpático e carismático.

Quer fazer uma pergunta? Envie em Português ou Espanhol para: [email protected]

Tradução autorizada de: http://rocanbolt.com

banner-rocanbolt

Gonzo Rocanbolt é chileno, médico, escalador e indiscutivelmente uns dos mais completos autores de artigos sobre treinamento de escaladores existentes no mundo. Respeitado em todo o mundo é o organizador do Simpósio de Medicina de Montanha no Chile e palestrante de eventos de escalada no Chile, Argentina e Espanha

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.