Como afiar um canivete corretamente

Um item que nunca deve faltar na mochila de um praticante de trekking, montanhista ou mochileiro é um canivete. Preferencialmente o modelo conhecido popularmente como “canivete suíço”.

Ele é imprescindível para as mais variadas situações em uma atividade de natureza. Abrir latas, cortar tecidos e preparar comida estão entre as mais populares.

Com o uso intensivo de seu canivete, inevitavelmente ele irá perder gradativamente o fio de corte. Faz parte do conjunto de técnicas que um montanhista deve dominar a maneira de afiar corretamente um canivete.

Cuidados com o Canivete

Antes de aprender a como afiar corretamente um canivete, é importante saber o que faz com que ele perda o fio. Logo de início é importante saber que o uso indevido de cada uma das funções de seu canivete é o principal vilão.

Considere como uso indevido cortar algo sobre superfícies abrasivas ou mesmo algo metálico. Insistir em cortar comidas sem a utilização de uma taboa de cortar, muitas vezes sobre algo metálico ou duro que não absorva o impacto da lâmina, é o erro mais corriqueiro.

Por isso, caso seu canivete for usado constantemente sobre uma superfície dura ou para cortar galhos e outros objetos duros, muito provavelmente ele irá
perder o fio rapidamente.

Insistir em em cortar algo com a lâmina também pode fazer surgir “dentes”, o que pode inutilizar o equipamento. Por isso evite o uso indevido de seu canivete.

Guardar o equipameto sujo, sem nem mesmo uma limpeza prévia pode fazer com que a lâmina sofra corrosão. Uma limpeza com água corrente e um pano úmido é o suficiente
para uma limpeza satisfatória.

Por mais tentador que possa parecer, deixar o canivete suíço em uma máquina de lavar não é a escolha mais adequada. A matemática de produtos químicos e água quente pode danificar o cabo e perder uma parte do fio. A máquina deve ser evitada também pois durante o processo de lavagem as lâminas ficam se batendo e essas pequenos choques mecânicos criam “dentes” na lâmina.

Uma outra prática que deve ser evitada é a de levar o canivete para ser afiado em esmeril. Este tipo de procedimento é útil em facas de cozinha, mas não em canivetes. A liga de aço dos dois utensílios são diferentes. Ao levar um canivete para ser amolado em um esmeril, muito provavelmente, dependendo do operador, ele ficará inutilizável.

Pedras para afiar(amolar) lâminas

Junto da aquisição de sua cutelaria de montanhismo procure adquirir também a pedra da afiar (algumas pessoas dizem amolar) facas. Este equipamento serve também para canivetes. No mercado esta “pedra de amolar (afiar)” podem ser de diamante, cerâmica ou combinadas.

  • Pedra de diamante

Este material possui variedades diversas, variando da mais dura e indo para suave e super suave. Este tipo de pedra é bastante dura e porosa.

Não pense que é de fato feita somente de diamantes (o que faria seu preço ser elevado) pois na verdade é formada por placas de metal com pequenos diamantes ligados às suas superfícies. Por ser um tipo de pedra bem duro e irá afiar lâminas rapidamente. Por ter diamantes no corpo é a mais cara.

  • Pedra de cerâmica

Este tipo de pedra é das mais conhecidas, e possui a necessidade de ser embebida em água antes da utilização durante cinco minutos. Por ter um preço inferior ao de diamante, mas bastante dura, afia rapidamente a lâmina. Apesar de possui cuidados especiais no manuseio (como ser embebida em água) é considerada trabalhosa e indicada para pessoas experientes.

  • Pedra Combinada

Este material é considerado o mais popular. Possui, geralmente, das faces com grãos finos a grossos.Também requer uma leve umedecida 10 minutos antes do uso. Por não ser tão dura quanto a de cerâmica e diamante acaba se desgastando com o tempo, formando sulcos nos lugares utilizados.

Como afiar um canivete

O processo mais simples, e tradicional, é o seguinte

  • 1a : Com o canivete com a lâmina aberta, posicione a parte cortante em um ângulo de 15 graus (deitada e levemente inclinada) e faça movimentos circulares. Comece do início da pedra e vá avançando até o final. Tanto na ida quando na volta.
  • 1b : Um segundo método é posicione a parte cortante em um ângulo de 30° e vá diminuindo gradativamente a 15 graus (deitada e levemente inclinada) na parte inferior da pedra em um ângulo e com um movimento suave, mas constante, vá do início ao fim da lâmina. Este procedimento deve ser feito com as duas faces da lâmina.
  • 2 – Para testar se o fio de seu canivete está em um padrão aceitável pegue um pedaço de papel e tente cortá-lo sem apoiar em nenhuma superfície. Observar se papel é cortado sem rasgar.

Caso aconteça isso está no ideal. Caso não consiga cortar o papel com seu canivete, vá repetindo a operação.

Comece o procedimento acima na parte de superfície mais grossa de sua pedra, e termine na de superfície mais fina

Sobre o Autor

Da Redação

Da Redação

Equipe da redação

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.