Conheça Xiaolu: A chinesa que vende comidas para bancar a vida de escaladora

Você, caro leitor, como sustenta a sua escalada? Muitas pessoas não nasceram em berço de ouro e necessitam de alguma atividade remunerada para bancar a vida de escaladora.

Na comunidade há diversas pessoas que procuram adquirir algum dinheiro para que continuem praticando a sua escalada. Algumas lícitas, outras nem tanto.

vida de escaladora

Se necessita de inspiração para iniciar alguma atividade, recomendo que conheça Xiaolu, uma simpática chinesa, que vivia na cidade de Liuzhuo na China com cerca de de 935.000 habitantes. . Para sustentar sua escalada, trabalhava em um restaurante. Suas folgas na atividade são dedicadas totalmente a escaladas em Yangshuo. A chinesa decidiu então juntar as duas paixões e abriu uma barraca de comida em Yangshuo.

Para chegar em Yanghsuo pode-se ir de avião para Guillin e dali pegar um translado terrestre para Yangshuo. Voos para Guillin partem diariamente de Xangai, Hong Kong e Pequim (Beijing) que provavelmente serão seus pontos de entrada no voo Brasil-China. Yangshuo é extremamente turística e não apenas para turismo estrangeiro, mas também é procurado para turismo interno mesmo.

Para quem planeja conhecer o paraíso chinês de escalada uma dica de ouro: em Yangshuo as vias são de resistência com vias e de TODOS os graus de dificuldade, por isso é possível fazer um enorme volume de quintos, sextos e, caso queira, até nonos. O guia de Yangshuo está esgotado, mas existe uma versão PDF circulando pela internet.

Quando perguntada Xiaolu afirma categoricamente que “basicamente eu vendo comida de manhã, para eu poder escalar à tarde. À noite eu volto e faço mais comida”. A declaração é da própria escaladora.

Pode parecer um clichê (e é!), mas vale a frase: qual a sua desculpa agora?

Para saber mais sobre escaladas em Yangshuo acesse: http://blogdescalada.com

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.