Norte-americano Colin O’Brady torna-se a primeira pessoa a completar uma travessia solo da Antártida

O montanhista norte-americano e atleta de resistência Colin O’Brady estabeleceu na noite de ontem uma marca histórica: tornou-se a primeira pessoa a completar uma travessia solo, sem apoio e sem ajuda da Antártida.

O’Brady é duas vezes recordista mundial dos recordes de velocidade do Explorers Grand Slam além de ter realizado os Seven Summits. Ele também é a pessoa mais rápida a completar estes desafios dos aventureiros em 139 dias e 131 dias, respectivamente. Colin O’Brady, de 33 anos, demorou 54 dias para percorrer 1.600 quilômetros. Sua posição era definida por um GPS e indicada diariamente em seu site.

Foto: Colin O’Brady

O norte-americano, acompanhado do britânico Louis Rudd, de 49 anos, saíram geleira Union, na Antártica, para completar a façanha de cruzar a pé, sem ajuda complementar, o continente gelado. Historicamente, somente na virada de 1996 a 1997 (verão no polo sul), o explorador norueguês Borge Ousland, atravessou pela primeira vez a Antártica sozinho. Entretanto, Ousland recebeu ajuda externa, sendo impulsionado com velas ao longo de sua travessia.

Nos quase dois meses de corrida por conta própria, O’Brady tirou apenas um dia de folga. Uma das coisas mais impressionantes de sua façanha é que conseguiu fazer os 77,54 quilômetros finais da jornada pela Antártida em uma caminhada final de 32 horas.

No ano de 2016, um oficial do exército britânico, o tenente-coronel Henry Worsley, tentou realizar a mesma proeza, mas faleceu buscando terminar a travessia sem assistência.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.