Cleo Weidlich detalha situação do Nepal antes de tentar realizar ascensão invernal no Nanga Parbat

Cleo-Weidlich-3

Foto: Cleo Weidlich

A montanhista Cleo Weidlich está no Nepal para realizar a tentativa de ascensão invernal no Monte Nanga Parbat, montanha da cordilheira de Karakoram.

Cleo Weidlich é a montanhista brasileira que mais escalou montanhas acima de 8.000, e uma das mais ativistas da atualidade.

Por ser uma tentativa delicada de ascensão que exige força e muita técnica,  Weidlich está realizando treinamentos no Ama Dablam montanha de 6.812 m a leste do Nepal.

Segundo a montanhista o Nepal está sem combustível (não há abastecimento de gasolina no país), sem eletricidade, e comunicações são realizadas porque pessoas conseguem geradores para o telefone, entretanto à noite o país fica sob luz de velas.

Foto: Cleo Weidlich

Foto: Cleo Weidlich

Segundo a montanhista, paga-se em uma corrida de táxi de poucos minutos aproximadamente 20 dólares, atitude que paralisou o turismo no país.

O país também enfrenta a expectativa de inverno neste estado de calamidade, e especula-se que será um inverno mais frio que os demais já enfrentados no país, sendo que até mesmo os Sherpas (acostumados com o clima no Everest) estão reclamando.

Amanha, 5 de novembro, Cleo Weidlich parte para o vilarejo religioso de Pagboche, localizado a 3.985 m acima do nível do mar, onde fara a “purificação de alma” (conhecido como Punja ) com Llama Geshi.

De Pagboche Weidlich segue para o Campo Base 4 do Ama Dablam.

Foto: Cleo Weidlich

Foto: Cleo Weidlich

Ainda reportado por ela o turismo, que é a atividade mais importante para a economia do país, de 30 milhões de pessoas, está em uma crise profunda.

Isso porque, segundo Cleo Weidlich, são pouquíssimos os turistas os turistas encontrados no país, e o embargo aplicado pela Índia desde 1989, estão tendo de negociar com a China para viabilizar atividades econômicas no país.

O Nepal, que possui 90% da mão de obra empregada trabalhando com agricultura, possui PIB de US$ 19,637 bilhões (o PIB do Brasil é de  US$ 2,244 trilhões).

Portanto o Nepal é totalmente dependente, em termos de recursos, da Índia pois as estradas que ligam o país à China foram fechadas por deslisamentos de terra após os terremotos deste ano>

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.