CineCult exibe o documentário “Lixo Extraordinário”, na próxima quarta-feira

Uma sessão de cinema com o documentário “Lixo Extraordinário” (2009), seguido por um batepapo descontraído, além de uma intervenção artística e uma exposição de obras de arte. Todas essas atividades acontecerão na próxima quarta-feira (dia 6), a partir das 19h, na Usina Cultural “Ettore Marangoni”, durante uma sessão especial do Projeto Usina CineCult em razão das comemorações da Semana do Meio Ambiente. A entrada é franca e os interessados em participar deverão adquirir o convite a partir das 19h, no próprio local.

Promovido pela Prefeitura de Sorocaba, por meio das secretarias de Comunicação (Secom) e Cultura e Lazer (Secult), o CineCult é realizado às quartas-feiras, quinzenalmente. Nesta quarta-feira, em especial, o evento tem a parceria das secretarias do Meio Ambiente (Sema) e de Parcerias (Separ) e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

Às 19h, antes da exibição do filme, o público poderá conferir algumas obras produzidas com material reciclado pelos artistas plásticos sorocabanos Ana Duarte e Clayton Balduino. A exposição estará montada na área externa da Usina Cultural. No mesmo espaço, o grupo “Semeando Encanto” fará uma intervenção artística.

Moradora do Jardim Maria Eugênia, a artista Ana Duarte, 52 anos, fará uma mostra do trabalho que desenvolve com materiais recicláveis. Ela usa garrafas pet, garrafas de vidro, jornais (papel machê), calotas de carro, carretéis de fios de poste, tambores, pneus e até chapas usadas de radiografias para fabricar os mais variados objetos de decoração e utilitários.

Ana também faz móveis com materiais recicláveis. Em sua casa, a cama e a mesa são feitas com pneus, as cortinas com discos de vinil e caixinhas de leite, entre outras invenções. Na mostra, o público poderá conferir esculturas feitas de papel machê construídas pela artista.

Clayton David Balduino, mais conhecido como “Reciclayton”, 35 anos, morador da Vila Carvalho, também apresentará suas obras feitas de materiais recicláveis, como um saci, de 1,50m, e uma sereia, de 2,50m, ambas confeccionadas com chapas de radiografia. Ele, que trabalha como artista plástico dede 2002 e é professor do Projeto “Mais Cultura”, da Secult, também produz obras com a técnica de aerografia, como camisetas, telas, biclicletas, pranchas de surf e skate. Ele também pinta geladeiras com temas diversos.

Para fazer sua obra, Reciclayton utiliza moldes feitos a partir de peças mecânicas antigas, pedaços de plástico e revistas velhas, entre outros. “Já que sobreviver da arte ainda é um desafio, utilizamos os materiais recicláveis que nos ajudam na nossa econômia e, assim, acabamos ajudando o meio ambiente. Unimos o útil ao biodegradavel”, explica.

Ainda, durante o CineCult, partir das 20h, acontecerá a exibição do documentário “Lixo Extraordinário”. Em seguida, com o objetivo de estabelecer um diálogo entre meio ambiente e a questão dos resíduos sólidos, a obra de arte e a valorização das pessoas que trabalham com a reciclagem, os artistas e as autoridades locais, como os secretários Valter Calis (Comunicação), Jussara de Lima Carvalho (Meio Ambiente) e Fernando Oliveira (Parcerias) farão um batepapo descontraído com o público.

A Usina Cultural tem capacidade para 150 espectadores, área para estacionamento e fica à margem direita do Rio Sorocaba, com acesso pela Rua Padre Madureira.

“Lixo Extraordinário”

O documentário “Lixo Extraordinário”, dirigido por Lucy Walker, foi filmado ao longo de dois anos (agosto de 2007 a maio de 2009), acompanhando o trabalho do artista plástico brasileiro Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Durante as filmagens, Vik Muniz fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis com o objetivo inicial de retratá-los. A partir da experiência, surge um novo combustível criativo para o artista plástico e, como contrapartida, os catadores diminuem sua distância com a arte e conseguem condições melhores de vida.

Com um orçamento de US$ 1,5 milhões, “Lixo Extraordinário” participou de algumas mostras internacionais em 2010 e levou o prêmio de “Melhor Documentário” do Festival de Sundance, o maior festival de filmes independentes do mundo, e o prêmio do “Público de Melhor Documentário” e de ‘Anistia Internacional”, no Festival de Cinema de Berlim, no mesmo ano.

Ficha Técnica

Direção: Lucy Walker,

Codireção: João Jardim, Karen Harley

Produção: Angus Aynsley, Hank Levine

Coprodução: Peter Martin

Produção Executiva: Fernando Meirelles, Miel de Botton Aynsley, Andrea Barata Ribeiro, Jackie de Botton

Duração: 99 minutos

Ano de produção: 2009

Classificação Etária: Livre

 

Fonte: http://www.sorocabafacil.com.br/notícias/cinecult-exibe-o-documentario-lixo-extraordinario-na-proxima-quarta-feira-3849

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.