Casal falece em acidente de escalada em Arenales na Argentina

O casal de argentinos Aldana Floris e Juan Silvoni faleceram no lugar de escalada conhecido como Cajón de Los Arenales. O lugar, muito popular entre a comunidade de escalada mundial, fica próximo da cidade de Mendoza. O acidente aconteceu dia último 11 enquanto o casal realizava rapel. De acordo com relatório disponibilizado por Ignacio Elorza, geólogo e autor do guia de escalada Arenales 2016, o acidente foi resultado de “excesso de confiança e negligência humana”.

De acordo com o relatório elaborado por Elorza, o casal, enquanto realizavam a escalada na via “Azuquita caballero”, graduada em 6a+ francês (6º brasileiro) e com 300 metros de extensão, chegaram a um platô que fica na metade da parede. Ao montar o rapel com cordas de 60 metros, passaram pelas argolas e começam a descer em diagonal, desviando da linha normal de rapel da via.

Foto: www.ipernity.com

Após rapelar por aproximadamente 50 metros em diagonal, encontraram um pequeno platô com uma ancoragem natural no qual existia um anel de cordelete. De acordo com as evidências apuradas por Elorza, o casal ancorou-se somente neste anel de cordelete, que estava em volta de uma grande ponta de rocha, sem realizar nenhum backup ou ancoragem extra.

De acordo com o relatório, a altura deste anel de cordelete é abaixo da linha da cintura do escalador. Por serem duas cordas de mesma cor, ficou difícil saber qual era a parte que deveria ser puxada. Enquanto recuperavam a corda do rapel que tinham acabado de realizar, após um forte puxão em uma das pontas, foi produzindo um efeito elástico, que acabou por desequilibrá-los e o anel de cordelete acabou saindo da ponta de pedra na qual estava. Desta maneira, ambos ficaram sem ancoragem e caíram aproximadamente 50 metros abaixo.

Juan Silvoni tinha 27 anos de idade e morava na cidade de Buenos Aires e Aldana Floris tinha 26 anos e era oriunda da cidade de La Plata.

Ao final do relatório Ignacio Elorza aproveita para realizar algumas recomendações de segurança. Dentre elas está a de nunca confiar 100% em um equipamento de escalada abandonado em uma parede a qual não estamos familiar. Além disso, afirmou que na escalada tradicional é imprescindível sempre realizar backups nas ancoragens e proteções.

O relatório completo do acidente por ser lido em: https://drive.google.com

Foto disponibilizada no relatório de Ignacio Elorza

There is one comment

  1. SIDNEI CAPONI

    Lamentável , ruim para os familiares e amigos , mas é uma lição deixada e um lembrete para todos que escalam , as vezes por mesquinharia deixam de abandonar uma peça ou fita etc , levem a sério a escalada sempre ! Não é como outros esportes cabíveis de erro , neste ,quase inadmissível qualquer erro.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.