Carta de Chris McCandless: Momentos de refletir sobre a vida outdoor

Já um certo tempo desde o lançamento do filme “Into the Wild”, inspirado no livro homônimo do Jon Krakauer, estreou. Os motivos do filme ter feito muito sucesso foi a franqueza com a qul ele abordou o assunto de vida outdoor e vazio existencial

Não é nenhum exagero afirmar que o filme é até melhor e mais interessante que o livro.

Grande parte dos leitores que acompanha a Revista Blog de Escalada gostou muito de “Na natureza selvagem”, que possui imagens lindas, diálogos marcantes e uma história que nos faz pensar em como somos duros e radicais com as pessoas próximas.

Este conselho serve para todo e qualquer montanhista. E também para qualquer pessoa.

Gostaria de repetir o conselho que lhe dei antes: você deveria promover uma mudança radical em seu estilo de vida e fazer corajosamente coisas em que talvez nunca tenha pensado, ou que fosse hesitante demais para tentar.

Tanta gente vive em circunstâncias infelizes e, contudo, não toma a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo, tudo isso parece dar paz de espírito, mas na realidade nada é mais maléfico para o espírito do homem que um futuro seguro.

A coisa mais essencial do espírito vivo de um homem é sua paixão pela aventura. A alegria da vida vem de nossos encontros com novas experiências […]

Você está errado se pensa que a alegria emana somente ou principalmente das relações humanas. Deus a distribuiu em toda a nossa volta. Está em tudo ou em qualquer coisa que possamos experimentar. Só temos de ter a coragem de dar as costas para nosso estilo de vida habitual e nos comprometer com um modo de vida não convencional.

O que quero dizer é que você não precisa de mim ou de qualquer outra pessoa para pôr esse novo tipo de luz em sua vida.

Ele está simplesmente esperando que você o pegue e tudo que tem a fazer é estender os braços. A única pessoa com quem você está lutando é com você mesmo [..]
Espero que na próxima vez que eu o encontrar você seja um homem novo, com uma grande quantidade de novas experiências na bagagem. Não hesite nem se permita dar desculpas. Simplesmente saia e faça. Simplesmente saia e faça. Você ficará muito, muito contente por ter feito.

– carta de Chris McCandless para Ron Franz

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.