Brasileiro realiza travessia de 117 km em 11 dias e descobre indícios arqueológicos

O brasileiro Marcelo Delvaux (colaborador da Revista Blog de Escalada) terminou na semana passada uma expedição que percorreu sete cumes acima de 6.000 metros de altitude, além de “descobrir” uma outra montanha pouco menos de 6.000, em uma travessia que uniu o Cordón de Palermo com o Nevado de Cachi na região de Salta, no norte da Argentina.

Esta travessia somente foi realizada uma única vez pelos montanhistas argentinos Gustavo Lisi e Miguel Olivo em 2013, quando contaram com o apoio de mulas para chegar até a base do Nevado Ciénaga Grande.

Procurando realizar a mesma façanha, mas no sentido contrário (Nevado de Cachi até o Cordón de Palermo) os montanhistas argentinos Christian Vitry e Darío Bracali, também tentaram realizar a travessia. Entretanto a dupla não conseguiu concluir a travessia por conta de Bracali ter sentido mal.

Marcelo Delvaux

Foto: Acervo Pessoal Marcelo Delvaux

O brasileiro Marcelo Delvaux, carregando todo o peso sem auxílio, gastou quatro dias para chegar até o extremo norte do Cordón del Palermo. Após isso percorreu toda a cadeia montanhosa do local sentido sul.

Nesta travessia subiu vários cumes de 6.000 metros, além da “descoberta” de um cume de 5.938 m.

Além de ser a primeira repetição dessa travessia, é também a primeira vez que é realizada em solitário e de maneira totalmente independente. A aproximação por si só já é uma grande aventura, pois a topografia da região é bastante acidentada e não existem trilhas bem definidas.

Marcelo Delvaux

Foto: Acervo Pessoal Marcelo Delvaux

Após isso foram mais seis dias percorrendo a aresta até o Nevado de Cachi, para finalmente tomar mais um dia para descer até Las Pailas (Região de Cachi Adentro).

Marcelo Delvaux durante a travessia realizou os seguintes cumes:

Descobertas científica

Atravessando a região, que é muito isolada e pouco explorada, Marcelo Delvaux teve a oportunidade também de encontrar no caminho muitos vestígios arqueológicos, pois o Nevado de Cachi era uma montanha sagrada dos Incas.

Cordón-del-Palermo-ao-Nevado-de-Cachi-5

Delvaux durante a travessia apurou que Ciénaga Grande (6.075 m) não é um cume secundario do Nevado de Palermo (6.150 m), pois existe um colo com uma altitude entre 5.600 m e 5.700 m separando esses dois cumes. Este tipo de característica faria do Ciénaga Grande outra montanha de 6.000 m e que deveria ser incluída na lista das montanhas de 6 mil andinas (atualmente não está).

Marcelo Delvaux irá escrever vários relatos de viagens para a Revista Blog de Escalada com mais detalhes desta travessia inédita para o montanhismo brasileiro.

Foto: Acervo Pessoal Marcelo Dalvaux

Foto: Acervo Pessoal Marcelo Delvaux

Dados da travessia

  • Distância percorrida: 117.3 km
  • Duração: 11 dias
  • Desníveis acumulados: 16.495 m
  • Altitude dos acampamentos:
    • 3.884 m
    • 3.890 m
    • 4.330 m
    • 4.893 m
    • 5.850 m
    • 5.628 m
    • 5.959 m
    • 5.134 m
    • 5.781 m
    • 5.090 m
  • Cumes alcançados:
    • Desconhecido – 5.938 m
    • Ciénaga Grande – 6.075 m
    • Guanacos – 6.030 m
    • Morro del Quemado – 6.015 m
    • Palermo – 6.150 m
    • Libertador – 6.380 m
    • Hoygaard – 6.185 m
    • La Hoyada – 6.020 m

Cordón-del-Palermo-ao-Nevado-de-Cachi-1

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.