Avaliação das botas Blox III – Snake

Bota-Blox-Snake3

As botas de caminhada modelo Blox III da marca brasileira Snake tem como  objetivo principal oferecer conforto, estabilidade e proteção de frio e água em caminhadas em montanhas.

Segundo o seu fabricante é 100% impermeável e respirável e é recomendada para atividades como caminhadas moderadas, trilhas e passeios em ambientes de montanha.

O Teste

A bota foi testada intensamente em condições muito próximas às que foi projetada para o seu uso, com dois tipos de tempo diferene: quente e seco, e úmido e com chuva.

A bota foi utilizada em uma caminhada na Serra da Mantiqueira, em um trekking de media dificuldade, e também foi testada em um trekking de baixa dificuldade no Pico do Jaraguá na  cidade de São Paulo.Bota-Blox-Snake5

A bota foi usada também em uma viagem a Buenos Aires, porém foi somente utilizadas em passeios urbanos e em parques municipais.

Durante todas as travessias de córregos e veios de água, a bota foi parcialmente submergida para que fosse aferida a impermeabilidade do produto.

O equipamento foi testado tanto em terreno com terra, trapiche de madeira e pedregoso durante as caminhadas.

A bota não foi testada em corridas por não fazer sentido este tipo de avaliação para este produto e  foi somente limpa com pano úmido, sem a utilização de produtos de limpeza.

Durante os testes foi utilizada meias de caminhada em um dos testes, e em outro meia esportiva comum.

Prós

  • Robustez
  • Travamento do tornozelo
  • Impermeabilidade

Contras

  • Rigidez para movimentos de pronação
  • Cadarço frágil

Notas

  • Qualidade de Material: 4,5  
  • Acabamento: 4,0 
  • Design: 3,0 
  • Ergonomia: 4,0 
  • Facilidade de Limpeza: 5,0 
  • Relação Peso x volume: 4,0 
  • Relação custo x benefício: 4,5 
  • Nota Final: 4,21 

Opinião

Bota-Blox-Snake1As botas Blox III da marca Snake causaram boa impressão na maioria dos testes realizados, e chegou até mesmo a superar às expectativas em certas ocasiões.

A robustez do calçado deu boa sensação de segurança, durante caminhadas com pouca luz e visibilidade reduzida.

A impermeabilidade do calçado agradou bastante, e mostrou-se eficiente, especialmente em dias de chuva intensa.

Uma observação válida para quem for dirigir com a bota, ela pode tirar um pouco da movimentação do pé para acelerar e limitando um pouco a sensibilidade pela espessura do solado. Como a bota é fabricada para caminhadas, o descrito vale somente como observação.

O travamento do tornozelo provou ser bem eficiente, e agradou bastante especialmente em terrenos íngremes.

A bota também aguentou bem uma mudança brusca de temperatura, aquecendo os pés mesmo com tempo úmido e frio.

Um ponto que poderia ser melhorado pelo fabricante é a fragilidade que apresentou o cadarço, que aparenta que não terá a mesma longevidade da bota como um todo.

Por ter o solado com uma rigidez acentuada ao atravessar pisos mais lisos e molhados pode causar desequilíbrio e escorregões.

Pelo desempenho mostrado durante as avaliações, a bota parece indicada para quem deseja adquirir um produto com boa longevidade, pois a o equipamento como um todo é bem robusto.

Durante o uso em clima quente e seco há de salientar que há uma leve sensação de desconforto nos pés, mas muito provavelmente pelas altas temperaturas da ocasião o que não afetou muito o desempenho da bota.

Para caminhadas que são necessárias travessias urbanas e fora da cidade, como peregrinações como o Caminho de Santiago na Espanha e o Caminho do Sol no Brasil a bota parece ser o mais indicado, especialmente pela rigidez da área do tornozelo.

Bota-Blox-Snake7

Bota-Blox-Snake2

Bota-Blox-Snake4

Bota-Blox-Snake6

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.