Avaliação Barraca Everest – Guepardo

A barraca para uma pessoa modelo Everest da marca Guepardo tem como objetivo oferecer praticidade, conforto e proteção à intempéries ao campista.

Segundo o seu fabricante possui boa resistência à água (2000 mm), estabilidade a ventos e praticidade ao campista que opta por acampar sozinho.

O Teste

A barraca foi testada em duas situações distintas: com chuva constante e frio moderado (12 ºC).barraca-everest3

O produto foi testado na região da Lapinha-MG durante o inverno sob terreno ligeiramente plano, mas próximo à locais de acúmulo de água durante chuva.

Foi testado durante acampamentos de 4 dias, onde na mesma situação enfrentou chuva constante (próximo a 15 mm) durante todo o dia.

Foi utilizado ainda durante uma noite de temperatura mais baixa porém sem chuva.

Dentro da barraca estavam uma mochila de 50 litros, isolante e saco de dormir para que houvesse uma simulação de uma situação real.

A barraca foi carregada sempre amarrada ao lado esterno da mochila, tendo sido testada ainda em caminhadas que simulassem alguma travessia ou trekking que exigisse pernoite.

O produto foi lavado somente com panos úmidos, sem a utilização de qualquer produto químico.

A barrada foi deixada para secar após a limpeza à sombra.

Prós

  • Peso
  • Impermeabilidade
  • Praticidade
  • Espaço interno

Contras

  • Alta condensação à noite
  • Qualidade do material

Notas

  • Qualidade de material : 3.0 
  • Acabamento : 3.0 
  • Design : 4.0 
  • Ergonomia : 3.5 
  • Relação Peso x volume: 4.0 
  • Relação custo x benefício: 4.0 
  • Nota final: 3,58 

Opinião

barraca-everest9Durante algumas atividades de natureza como trekking, travessias (como a da Serra Fina) ou mesmo camping em lugares tropicais como praias alguns preferem carregar o mínimo de equipamento, e sempre estão sozinhas algumas destas escolhas.

Por isso o mais indicado é a escolha de uma barraca para uma pessoa, e que ofereça um conforto e proteção mínimos para o usuário.

Por estes requisitos a barraca Everest da marca Guepardo causou boa impressão durante o seu uso.

O que ganhou todos os elogios foi a questão da impermeabilidade, pois enfrentou chuva forte, e em terreno que alagadiço e manteve a parte interna impecavelmente seca.

Com espaço interno relativamente grande para uma barraca de uma só pessoa, permitiu boa mobilidade, e mesmo uma pessoa que se mexe muito durante a noite não se sentirá com movimentos limitados.

Os ajustes para o tensionamento da capa da barraca agradou muito, mostrando-se ser muito prático e colaborando para a rapidez da montagem da barraca.

barraca-everest8

Um ponto a observar, não sendo exatamente algo negativo e sim uma característica do equipamento, é a questão da condensação da barraca no dia seguinte.

Mesmo com tempo relativamente seco, e sem chuva à noite, houve uma condensação excessiva na tela mosquiteiro e na parte interna da lona.

Um ponto a se salientar é que aparenta ser um produto de baixa longevidade, sendo ideal para campistas ocasionais.

Mesmo tendo um formato diferente do já tradicional iglu, é relativamente fácil de montar e desmontar.

Entretanto um item que necessita ser revisto pelo fabricante é a fragilidade dos specs, que entortaram muito rapidamente mesmo sendo utilizado em terreno levemente macio.

barraca-everest7

barraca-everest5

barraca-everest6

barraca-everest4

barraca-everest2

barraca-everest1

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.