[EXCLUSIVO] Crítica do filme “Andy Raether Climbing Video”

Para todo e qualquer filme, seja ele de escalada ou qualquer outro gênero há de se sustentar em um roteiro bem escrito.

Por mais que um filme tenha imagens belíssimas e efeitos especiais, se a história contada não for de qualidade, o espectador se aborrece com facilidade.

Obedecendo a estas regras, ao que parece o produtor de filmes de escalada, o americano Chuck Fryberger, está aprendendo a lição.

Ao assistir ao recente “filme retrato” do escalador Andy Raether fica evidente seu amadureciento como cineasta do esporte.

O filme (ou pequeno vídeo pois possui uma duração muito pequena , cerca de 4 minutos / 400mb) mostra de maneira bem humana o retrato de um escalador.

O filme apesar de pequeno (e fácil download) está disponível em HD de boa qualidade.

Com relatos de amigos do escalador, câmera lenta comedida que mostra de maneira eficiente seu estilo de escalada, e vários ângulos criativos de uma escalada na rocha o filme mostra elegância de uso de recursos/roteiro.

O principal a se destacar foi o retrato de vida de um escalador “não estrela” (Pop Star).

Não são focadas nenhuma cadena de um grau altíssimo, e sim a personalidade de uma pessoa.

Mostrar escaladores como seres humanos comuns, com amigos (e o que estes pensam dele) é a maneira mais fácil de prender a atenção do público em geral. Mostrar cadenas insanas é muito interessante, porém mostrar o lado humano de qualquer escalador também é.

O filme é curto mas muito interessante (até mesmo didático) e torna-se obrigatório para quem planeja fazer um filme de escalada.

Fryberger irá lançar um grande filme este ano, e pelo que foi apresentado neste vídeo, parece que um grande filme vem por aí.

Chuck está no caminho certo.

O filme foi liberado para dowload GRATUITO em : http://www.iclimb.com/products/Andy-Raether-Climbing-Video.html

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.