Avalanche mata nove alpinistas no Nepal

Nove alpinistas, incluindo europeus, morreram em uma avalanche neste domingo no monte Manaslu, a oitava maior montanha do mundo, na cordilheira do Himalaia no Nepal, anunciou a polícia local.

A expedição, que era formada por 25 alpinistas, havia praticamente alcançado o cume do monte Manaslu (8.156 metros) quando aconteceu a avalanche na manhã deste domingo.

“A maioria das pessoas mortas são francesas”, disse o sherpa Ang Tshering, vice-presidente da Associação de Alpinistas do Nepal, após uma conversa por telefone por satélite com membros da expedição.

“Um ou dois são espanhóis, um italiano, um sherpa (nepalês) e um alemão estão entre as vítimas fatais”, completou.

Quatro alpinistas franceses morreram e três são considerados desaparecidos, informou em Grenoble (sudeste da França) o Sindicato Nacional de Guias de Montanha. “Segundo as informações do acampamento base, há sete vítimas francesas.

Quatro foram identificadas por fotos e três estão desaparecidas. Dois feridos foram levados de helicóptero para Katmandu”, declarou à AFP o vice-presidente do organismo, Christian Trommsdorff.

O governo da Espanha confirmou que um espanhol está entre os mortos, enquanto a imprensa italiana informou que o alpinista Alberto Magliano, de 66 anos, está entre as vítimas. De acordo com o consulado da Itália em Calcutá, nove italianos integravam a expedição.

Anish Gupta, da empresa Cho-Oyu Trekking, agência de Katmandu que organiza expedições, disse que 14 alpinistas estrangeiros contrataram seus serviços para subir o Manaslu.

Esse grupo era composto por nove italianos, dois franceses e três equatorianos. “Deles, um guia sherpa morreu na avalanche no acampamento nº 3 e o italiano, Alberto Magliano, está desaparecido.

Todos os outros retornaram ao acampamento e estão a salvo”, afirmou. “Até o momento, 13 pessoas foram resgatadas vivas e cinco delas foram levadas para Katmandu para receber tratamento”, afirmou mais cedo Basanta Bahadur Kunwar, chefe adjunto da polícia local.

As condições meteorológicas prejudicavam os voos de helicópteros e muitos feridos permaneceram no acampamento base.

Um dos sobreviventes da tragédia, o italiano Silvio Mondanelli, afirmou à imprensa de seu país que pelo menos 13 pessoas morreram na avalanche.

Mondanelli explicou que a avalanche sepultou o acampamento base nº 3 do Manaslu, a 7.000 metros de altura.

No momento, todos os alpinistas estavam dormindo em suas barracas e foram atingidos em cheio pela grande massa de neve e gelo. A avalanche teria acontecido às 05h00, de acordo com testemunhas.

O Nepal tem oito das 14 maiores montanhas do mundo, todas acima de 8.000 metros de altura, incluindo o Monte Everest, o maior do plante e que atrai milhares de alpinistas a cada ano.

A Manaslu é a oitava montanha na lista das maiores do mundo e é considerada a mais perigosa.

Fonte : http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI6174442-EI294,00-Avalanche+mata+alpinistas+no+Nepal.html

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 2 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.