Ascensão em nova rota é uma das grandes atrações para a temporada 2019 do Everest

A primavera no Nepal deste ano terá uma grande novidade para quem estiver realizando escaladas ao Monte Everest (8.848 m): uma nova rota de ascensão. Especialistas em montanhismo no Nepal afirmam que este tipo de novidade é rara em se tratando da montanha mais alta do mundo.

Segundo o historiador do Everest, Jochen Hemmleb, a última vez que uma nova rota de ascensão foi concluída com sucesso, foi a Korean Line no lado esquerdo da Face Sudoeste (Southwest Face to West Ridge) em 2009 (ou seja, há 10 anos). Gerlinde Kaltenbrunner, no ano seguinte foi a primeira a escalar a North Col pela face oeste e chegar ao topo do Everest. Kaltenbrunner é segunda mulher a escalar os quatorze oito mil e a primeira mulher a fazê-lo sem o uso de oxigênio suplementar ou sherpas.

Cory Richards e Esteban Mena, escaladores conhecidos e experientes, unirão forças para tentar uma linha natural na Face Norte que foi criada, mas nunca foi repetida. A linha sai direto do Campo Base Avançado do Everest. Eles usarão a logística profissional de Alpenglow, de Adrian Ballinger, que já liderou mais de 100 expedições internacionais de escalada em 5 continentes.

Quem são os montanhistas

Foto: Corey Richards

O fotógrafo Cory Richards, que já tinha escalado o Everest sem oxigênio suplementar, fez história tornando-se o primeiro americano ao fazer uma ascensão invernal em uma montanha com mais de 8.000 metros: Gasherbrum II (8.035 m) do Paquistão. Na época Richards tinha com a idade de 29 anos.

Toda a ascensão foi filmada e tornou-se um filme amplamente premiado: Cold. Cory também anunciou em sua fanpage que a escalada será documentada na Roam Media (assista ao teaser no topo do artigo).

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Esteban “Topo” Mena (@estebantopomena) em

Esteban Mena, conhecido popularmente como Topo, é o mais jovem a escalar a Face Sul do Aconcágua quando tinha 28 anos. Além disso, Topo também chegou ao cume do Manaslu (8.156 m) e do Everest sem usar oxigênio suplementar.

No ano passado Esteban chegou ao topo do Cho Oyu (8.201 m) e ao Everest com clientes em menos de 30 dias. Sua escalada no Kyzyl Asker (região do Quirguistão) foi nomeada para o Piolet d’Or.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.