Arc’Teryx Alpine Academy: Saiba como é um dos eventos mais tradicionais de escalada e alpinismo na Europa

A Arc’Teryx é uma marca canadense especializada em artigos esportivos de última tecnologia para escalada e esqui. A empresa patrocina alguns dos principais escaladores norte americanos e europeus da atualidade.

Todos os anos a marca promove a Arc’Teryx Alpine Academy, um evento que dura quatro dias e reúne inúmeras clínicas práticas relacionadas à escalada e esqui alpino, além de oficinas, atividades gratuitas, shows e sessão de cinema gratuitos. As clínicas do evento são ministradas pelos atletas da marca, além dos guias locais, e são super concorridas. geralmente as vagas se esgotam em algumas horas após a abertura das inscrições.

Foto: Cissa Carvalho

Na Arc’Teryx Alpine Academy existem desde clínicas de iniciação ao montanhismo até escalada trad, mista, escalada em gelo só para mulheres, resgate em montanha, aclimatação, escalada esportiva acima de oitavo grau, boulder.

Os preços variam de € 49,00  a € 99,00 por clínica, dependendo do nível, e rolam durante três dias inteiros, então da pra fazer até 3 clínicas durante todo o evento. E quem participa ainda ganha uma goodie bag com alguns presentinhos bem bacanas.

Como foi

Esse ano madruguei e consegui me inscrever na clínica de Big Wall, e apesar de o clima estar ruim e não termos subido a montanha (fomos fazer as práticas na falésia mais sem graça do vale mas a 15 minutos a pé do centro, Gaillands), tive a sorte de ter como líder do grupo a principal atleta da marca, a alemã Ines Papert, que é fortíssima em todas as disciplinas possíveis e imagináveis de escalada.

Foto: Cissa Carvalho

A clínica de big wall estava na categoria avançada, portanto já começamos falando de alguns conceitos de organização e preparação de material para escaladas longas, alguns tipos mais específicos de proteção móvel, e maneiras mais complexas de montar reuniões e organizar equipamentos, considerando sempre a situação de ter haul bags, tag lines e gente jumareando e limpando a via.

Em seguida partimos para as práticas: os atletas e guias montaram cinco estações, duas para praticar escalada artificial, duas para jumarear em vertical e em negativo, terminando com prática para descer  e içar haul bag, e uma última para aprender a montar portaledge já na parede.

Foto: Cissa Carvalho

Estávamos em 3 atletas, 2 guias e uns 12 participantes, então conseguimos todos participar ativamente e inundar os instrutores com perguntas. Apesar de já conhecer alguns dos conceitos ensinados – que aprendi de amigos no Brasil – foi bastante esclarecedor ter a instrução de gente que está em paredes isoladíssimas, enormes e difíceis muitas vezes no ano. Ines Papert por exemplo, escalou a Riders on The Storm nas Torres del Paine com a neozelandesa Mayan Smith-Gobat.

Em termos de material, com exceção do portaledge e haul bags que eram dos atletas, a marca disponibilizou todas as cordas e três racks de móvel. A única crítica é que achei que alguns temas poderiam ser mais aprofundados, mas no geral valeu a pena.

Fiquei com a impressão de que as clínicas da Arc’Teryx Alpine Academy são realmente direcionadas para quem não tem quase nenhuma experiencia no tema, e apesar de ter querido participar da clínica de escalada trad ou a de multi pitch, talvez tivesse aproveitado mais a de escalada esportiva de oitavo grau, pois estaria exposta a muita informação que pra mim seria bem nova.

Foto: Cissa Carvalho

A Arc’Teryx Alpine Academy reúne gente do mundo inteiro que vem para os quatro dias de evento e eventualmente passa mais uns dias escalando. No meu grupo tinham suecos, uma georgiana, turcos e americanos.

Recomendo bastante pra quem quer ter primeiras noções de escalada em ambiente alpino com atletas de ponta e alguns do melhores guias de montanha da Europa, num cenário alpino e de tirar o fôlego.

Cissa Carvalho é natural de São Paulo e praticante de esportes outdoor desde os 8 anos de idade. É alpinista fanática, e nas horas vagas tenta escalar em rocha, surfar e arranjar dinheiro para continuar viajando. Já esteve em todos os continentes e já escalou na América do Sul, África, Ásia e Europa

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.