Aquecimento não é alongamento – Conheça alguns segredos para não se lesionar nos treinamentos

Desta vez abrimos espaço para os profissionais da empresa Great Fit, profissionais especializados em treinamento personalizado e especializado em domicílio, que me enviaram um texto com excelentes conselhos para que você (sim, você!) aqueça corretamente e consiga de maneira mais rápida os objetivos esportivos.

Aquecer antes da atividade física é importante para prevenir lesões, ter um melhor rendimento, assim como “aprender a escutar o corpo”.

Texto por Great Fit

Foto: https://freeman.com.mx/

Para qualquer atividade física é necessário um conhecimento básico de anatomia e funcionamento do corpo, especialmente de maneira pessoal, para aprender como se sente e reage diante de diferentes exercícios e condições. Desta maneira o atleta que alonga saberá quais músculos, tendões e articulações estão implicados no esporte que pratica.

Esta consciência corporal é determinante, sobretudo na fase de aquecimento. Portanto, pouco, ou nada, servirá a uma pessoa dedicar-se um tempo somente a algumas partes do corpo que não estão envolvidas no exercício, da mesma forma que não servirá nada trabalhar estas partes em excesso.

Por isso tenha em mente que alongamento não é sinônimo de aquecimento.

Colocar os músculos e coração preparados

Antes de praticar qualquer tipo de esporte, é importante também preparar os músculos, tendões e articulações (assim como o coração) para que estejam a uma temperatura adequada. Por isso é necessário aquecer.

Entretanto, é importante fazê-lo de maneira progressiva, evitando assim chegar a um esforço excessivo ou a uma frequência cardíaca muito alta antes da parte medular do treinamento.

Estabeleça um horário

Ter um horário estabelecido para o treinamento diário também é de grande ajuda.

Isso por que, tanto o corpo quanto a mente, somente se acostumam e começam a preparar-se para a atividade esportiva quando há rotina diária.

Primeiro acorde e pouco a pouco aumente o ritmo

Os melhores passos a seguir, após o início do aquecimento, são aqueles que começam em uma fase de mobilidade e lubrificação articular geral do corpo.

Neste início de atividade os tornozelos, joelhos, cintura e ombros devem ser estimulados. Isso porque estas partes servirão para tirar o corpo da inércia, seguindo um incremento gradual da temperatura e frequência cardíaca.

Ative os músculos que irá utilizar

Em uma segunda etapa, é necessário fazer movimentos que sigam o mesmo ritmo do aumento gradual de frequência cardíaca e temperatura.

Porém estes incrementos devem ser feitos com movimentos específicos, similares aos que irão ser trabalhados durante a sessão de treinamento, ativando grupos musculares os quais pretendem trabalhar.

Estique, mas não demasiadamente

Na última etapa de aquecimento é recomendado realizar um estiramento muscular rápido e dinâmico. Isso serve para propiciar um aumento da irrigação sanguínea. Por isso é importante não fazê-lo de maneira que seja excessiva ou com exigência exagerada.

Ou seja, um alongamento de flexibilidade é perigoso, pois durante esta primeira carga teríamos um efeito contrário de debilidade muscular durante o treinamento.

Siga sua rotina e aprenda como seu corpo reage

Quando o aquecimento é parte da rotina, e segue sempre o mesmo processo ou sequência de movimentos, é possível comparar as sensações físicas com relação aos dias anteriores. Caso exista algum desconforto físico, o atleta saberá quando o corpo começa a aquecer-se.

Realizar um bom aquecimento permite que o corpo trabalhe melhor durante um treino. Tendões e músculos respondem às indicações que são dados de maneira mais natural e não forçada. Além disso, é uma etapa prévia à prática do esporte para o corpo avisar como está naquele momento.

Não aquecer te levará à lesão

Foto: https://freeman.com.mx/

De maneira simples (sem aquecer = convite à lesão) o aquecimento prévio a atividade física é imprescindível.

Mas realizar de maneira inadequada também encontra suas contraindicações.

  • Modificar a ordem das etapas de aquecimento pode proporcionar lesões
  • Alongar demasiadamente os músculos deixará a musculatura debilitada para uma contração
  • Qualquer tipo de aquecimento excessivo, que leve à fadiga, compromete o rendimento do treinamento
  • O mais importante é saber que ter o hábito de não aquecer, cedo ou tarde, levará o praticante a uma lesão

Maiores informações

Tradução autorizada: https://freeman.com.mx

Freeman é o mais importante site sobre escalada e esportes de montanha do México e organiza o mais assistido festival de filmes outdoor da América Latina

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.