Aquecimento não é alongamento – Conheça alguns segredos para não se lesionar nos treinamentos

Desta vez abrimos espaço para os profissionais da empresa Great Fit, profissionais especializados em treinamento personalizado e especializado em domicílio, que me enviaram um texto com excelentes conselhos para que você (sim, você!) aqueça corretamente e consiga de maneira mais rápida os objetivos esportivos.

Aquecer antes da atividade física é importante para prevenir lesões, ter um melhor rendimento, assim como “aprender a escutar o corpo”.

Texto por Great Fit

Foto: https://freeman.com.mx/

Para qualquer atividade física é necessário um conhecimento básico de anatomia e funcionamento do corpo, especialmente de maneira pessoal, para aprender como se sente e reage diante de diferentes exercícios e condições. Desta maneira o atleta que alonga saberá quais músculos, tendões e articulações estão implicados no esporte que pratica.

Esta consciência corporal é determinante, sobretudo na fase de aquecimento. Portanto, pouco, ou nada, servirá a uma pessoa dedicar-se um tempo somente a algumas partes do corpo que não estão envolvidas no exercício, da mesma forma que não servirá nada trabalhar estas partes em excesso.

Por isso tenha em mente que alongamento não é sinônimo de aquecimento.

Colocar os músculos e coração preparados

Antes de praticar qualquer tipo de esporte, é importante também preparar os músculos, tendões e articulações (assim como o coração) para que estejam a uma temperatura adequada. Por isso é necessário aquecer.

Entretanto, é importante fazê-lo de maneira progressiva, evitando assim chegar a um esforço excessivo ou a uma frequência cardíaca muito alta antes da parte medular do treinamento.

Estabeleça um horário

Ter um horário estabelecido para o treinamento diário também é de grande ajuda.

Isso por que, tanto o corpo quanto a mente, somente se acostumam e começam a preparar-se para a atividade esportiva quando há rotina diária.

Primeiro acorde e pouco a pouco aumente o ritmo

Os melhores passos a seguir, após o início do aquecimento, são aqueles que começam em uma fase de mobilidade e lubrificação articular geral do corpo.

Neste início de atividade os tornozelos, joelhos, cintura e ombros devem ser estimulados. Isso porque estas partes servirão para tirar o corpo da inércia, seguindo um incremento gradual da temperatura e frequência cardíaca.

Ative os músculos que irá utilizar

Em uma segunda etapa, é necessário fazer movimentos que sigam o mesmo ritmo do aumento gradual de frequência cardíaca e temperatura.

Porém estes incrementos devem ser feitos com movimentos específicos, similares aos que irão ser trabalhados durante a sessão de treinamento, ativando grupos musculares os quais pretendem trabalhar.

Estique, mas não demasiadamente

Na última etapa de aquecimento é recomendado realizar um estiramento muscular rápido e dinâmico. Isso serve para propiciar um aumento da irrigação sanguínea. Por isso é importante não fazê-lo de maneira que seja excessiva ou com exigência exagerada.

Ou seja, um alongamento de flexibilidade é perigoso, pois durante esta primeira carga teríamos um efeito contrário de debilidade muscular durante o treinamento.

Siga sua rotina e aprenda como seu corpo reage

Quando o aquecimento é parte da rotina, e segue sempre o mesmo processo ou sequência de movimentos, é possível comparar as sensações físicas com relação aos dias anteriores. Caso exista algum desconforto físico, o atleta saberá quando o corpo começa a aquecer-se.

Realizar um bom aquecimento permite que o corpo trabalhe melhor durante um treino. Tendões e músculos respondem às indicações que são dados de maneira mais natural e não forçada. Além disso, é uma etapa prévia à prática do esporte para o corpo avisar como está naquele momento.

Não aquecer te levará à lesão

Foto: https://freeman.com.mx/

De maneira simples (sem aquecer = convite à lesão) o aquecimento prévio a atividade física é imprescindível.

Mas realizar de maneira inadequada também encontra suas contraindicações.

  • Modificar a ordem das etapas de aquecimento pode proporcionar lesões
  • Alongar demasiadamente os músculos deixará a musculatura debilitada para uma contração
  • Qualquer tipo de aquecimento excessivo, que leve à fadiga, compromete o rendimento do treinamento
  • O mais importante é saber que ter o hábito de não aquecer, cedo ou tarde, levará o praticante a uma lesão

Maiores informações

Tradução autorizada: https://freeman.com.mx

Freeman é o mais importante site sobre escalada e esportes de montanha do México e organiza o mais assistido festival de filmes outdoor da América Latina

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.