Animais de estimação são bem-vindos em locais de escalada ou trekking?

Não existem animais de estimação ruins, somente donos irresponsáveis.

Com os animais de estimação, assim como com os filhos, a pessoa responsável de cuida-los é quem deve ser consciente.

Igualmente que muitos outros temas que geram polêmica dentro do mundo outdoor, este é um dos que poderia ser mais difícil (para não dizer impossível) colocar os praticantes de acordo, já que as opiniões parecem estar completamente polarizadas. A menos que exista regulações a respeito do assunto e as pessoas as a cumpram, o que resta é a mera regra de relações de convivência, de respeito mútuo e de senso comum.

Poderíamos dizer que a maioria dos locais de escalada ou trekking são “terra de ninguém”, portanto são territórios e todos e as “regras” são impostas por cada pessoa ou grupo, geralmente de acordo com sua conveniência e interesse, mas não por um saudavel consenso baseado nos direitos e obrigações que temos em comum.

Nada de muito estranho, pois o que acontece dentro da comunidade de escalada, assim como em muitos locais, basicamente é um reflexo de problemas similares que diariamente enfrentamos como sociedade.

Animais de estimação

Somos nós escaladores e praticantes de trekking (donos ou não de animais de estimação) que deixamos lixo,  colocamos música alta regrada a cerveja, que, com plena consciência fazemos nossas necessidades fisiológicas onde melhor nos parece, caminhamos por várias trilhas e atalhos para encurtar um caminho, deixamos as vias pintadas de magnésio e, para finalizar, ficamos em uma festa em algum abrigo sem nos preocupar se o pessoal da barraca do lado queria descansar. Isso entre outras coisas mais.

E sim, também somos nós escaladores e praticantes de trekking que levamos nossos animais e estimação, geralmente cachorros, assumindo que todos são amantes de animais, em especial os nossos. Mas novamente o problema não está nos animais de estimação, mas sim nos seus donos. A famosa frase “não existem filhos ruins, mas sim pais ruins” também se aplica para animais de estimação e, definitivamente, é aplicável aos escaladores e praticantes de trekking que não se fazem responsáveis por eles.

Em curto ou médio prazo, dficilmente encontramos regulações oficiais a respeito do assunto, portanto somente nos resta promover uma saudavel convivência baseada no respeito e na igualdade na qual façamos valer nossos direitos da mesma maneira que as obrigações.

Sejamos escaladores responsáveis e, caso levarmos nossos animais de estimação, entendamos que devemos ser duplamente responsáveis. Caso contrário é melhor deixa-los em casa ou ficarmos lá com eles.

Animais de estimação

Algumas regras básicas de convivência para animais de estimação em ambientes outdoor:

  1.  Se o seu animal é agressivo com outros animais, ou mesmo com as pessoas, por favor deixe-o em casa. Como “agressivo” não quero dizer que seja capaz de matar outros animais, ou morder o braço de alguém com uma mordida. Basta que seja comum participar de brigas com outros e se mostre ameaçador a outras pessoas.
  2. Respeite o espaço dos demais
    Nos locais e setores concorridos mantenha seu animal preso. Evite que esteja solto e caminhando entre as pessoas que estão escalando e dando segurança. Não permita que fique caminhando por cima das cordas e equipamentos das demais pessoas.
  3. Use o senso comum. Se vai escalar uma via de várias cordadas, ou trilhas longas ou técnicas, ou mesmo o tempo pode ser um fator determinante, considere deixar seu mascote em casa. Ambos irão aproveitar mais o dia.
  4. Não se desentenda com seu animal. Você é o ÚNICO responsável pelo seu animal de estimação. Por isso tenha certeza que levou água e comida suficientes. Não permita que vá a outros locais sem você, ou que outras pessoas tem de lidar com ele e seu comportamento. Se por cinco minutos não sabe onde ele está, vá buscá-lo imediatamente e quando a encontrar, o mantenha a seu lado. No caso de ser necessário amarrá-lo para não volte a sumir, faça.
  5. Certifique-se de recolher suas fezes. Dizem que quando um passarinho caga em cima de você é sinal de boa sorte. Mas não, não é. É um eufemismo para diminuir o desconforto de ter sido vítima de boa mira de uma ave. Igualmente se passa com os cachorros, pois ninguém gosta de pisar ou ter de sentir odor de fezes de nossos animais de estimação. Seguramente que durante seu dia de escalada, ou trekking, seu animal irá precisar “ir ao banheiro”, por isso esteja presente e recolha de imediato o que ele fizer.

Freeman é o mais importante site sobre escalada e esportes de montanha do México e organiza o mais assistido festival de filmes outdoor da América Latina

There is one comment

  1. Luiz Flavio

    Então o problema de animais na escalada por ir um pouco alem de lixo agressividade e etc…
    Vale a pena dar um lida sobre leis ambientais, pois se não me engano animais domesticos não sejam muito aceitos em Parques ou areas florestais.. e justamente onde se encontra a maioria dos trekkins e rochas.
    Lugar de cachorro não é na Floresta.
    Att

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.