Entrevista com ENTRE-PRISES

Na história do capitalismo contemporâneo, as primeiras empresas a comercializarem ou industrializarem novos produtos, são as que acabam dominando o mercado. Obviamente há histórias de exceções, mas que apenas confirmam a regra. Ligado a este domínio está, claro, a qualidade e inovação constante nos produtos destas empresas. Um exemplo cristalino de uma empresa que acabou virando sinônimo de excelência em seus produtos, é a alemã Adidas. A marca implementou as principais inovações no mundo do esporte.

Fosse possível fazer um comparativo para definir a empresa francesa ENTRE-PRISES, a mais fácil de fazer seria de que ela é a Adidas das agarras de escalada. A empresa foi a primeira fabricante de agarras de escalada do mundo, com sua própria história confundindo com a das academias de escalada. Reconhecidamente por todos como a empresa líder do segmento, é dos grandes players do mercado da escalada olímpica. Hoje uma academia para ser reconhecida como de primeiro mundo, tem de possuir agarras fabricadas pela empresa.

Com um expertise de 30 anos, inegavelmente a ENTRE-PRISES, além de pioneira em muros e agarras de escalada, também é uma das grandes marcas da escalada. Da mesma maneira que a Adidas está para o desenvolvimento do futebol e atletismo.

Como a Revista Blog de Escalada é o veículo com a mais completa cobertura e análise das principais competições do mundo de escalada, será o único veículo brasileiro convidado a cobrir os Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires. A cobertura é inédita na história do esporte.

Parte de toda estrutura de escalada é da ENTRE-PRISES, por isso procuramos a gigante francesa para uma conversa para apresentar a empresa aos sul-americanos que não conhecem sua história e importância. Na entrevista foi possível saber dos planos da empresa para a América do Sul, um pouco de sua atuação na Europa e EUA, além de entender o orgulho que a empresa sente pelo seu legado.

ENTRE-PRISES é a primeira empresa do mundo a fazer agarras de escalada. O que mudou desde o começo no mercado de agarras de escalada?

Houveram mudanças dramáticas em termos de design (formas) e tecnologia.

Inicialmente, a indústria mirava a escalada recreativa em rocha, com as formas das agarras parecendo rochas de verdade. Na época, o material usado era resina de poliéster. Este material limitava as possibilidades de modelagem das agarras, assim como tamanhos, resultando em agarras com resistência mecânica ruim.

Então a escalada indoor se desenvolveu como um esporte específico, não apenas como uma opção B para a escalada em rocha. O route setters começaram a criar maiores e mais espetaculares movimentos, que requeriam mais coordenação e outras habilidades do que força pura.

Como consequência, a tendência atual é de agarras maiores com foco no grip e necessidades ergonômicas. As agarras modeladas hoje também são consideradas mais estéticas à medida que as linhas nas paredes tenham de parecer peças de arte, tanto para escaladores quanto para espectadores.

Foi possível pela primeira vez usando um novo material para produzir agarras de escalada: o Poliuretano. Um material mais leve e resistente que a inicial resina de poliéster (apesar dos melhoramentos feitos nas agarras de poliéster que as fizeram muito mais resistentes que antes). Além disso, nós temos visto a democratização de volumes de madeira, que permite mais modulação na parede, com possibilidades de serem parafusados, oferece muitas possibilidades para os route setters.

Hoje existe infinitas marcas de agarras de escalada no mercado, com infinitas diversidades de formas, estilos e tamanhos. Isso é o sonho de qualquer route setter.

Como a ENTRE-PRISES se organiza para ser o líder de mercado?

A ENTRE-PRISES (EP) foi fundada em 1985, criando a primeira agarra de escalada artificial e, um ano mais tarde, a sua primeira parede de escalada artificial.

Desde então, EP tem sido a pioneira na indústria de muros de escalada, manufatura e instalação de instalações sob medida para a escalada indoor como esporte, ao redor do mundo. Desde paredes para escolas até estruturas complexas para competições internacionais, passando por paredes de treinamento militares, estruturas recreativas (clip’n climb), até cavernas artificiais. As soluções da EP são para todos os tipos de ambientes, escaladores e disciplina de escalada.

Como uma empresa multiespecialista, a empresa é ativa em uma grande variedade de mercados, incluindo autoridades locais, clubes e federações. Incluindo grupos profissionais e investidores privados. Opera em diversos centros e eventos organizacionais como as próprias competições internacionais

ENTRE-PRISES é a fornecedora exclusiva para os Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires em 2018.

A empresa desenvolveu um sólido expertise, que permite prover conselhos detalhados para cada estágio de um projeto de parede de escalada. Conselhos desde o conceito até o gerenciamento, incluindo, o projeto, design construção e route setetting. Tudo isso incluindo manutenção.

Desde que a escalada indoor foi promovida a esporte olímpico, ENTRE-PRISES sentiu alguma mudança na demanda por agarras de escalada?

A demanda está crescendo pelas agarras e paredes de escalada de velocidade. Isso porque os jogos olímpicos propôs combinar nos jogos as três disciplinas: via guiada (lead), boulder e velocidade.

No geral, federações tiveram um aumento nas necessidades por estruturas de maior qualidade, além de agarras e equipamentos que melhor prepare suas equipes para as Olimpíadas.

O mercado para estruturas de escalada particulares, especialmente de boulder, está aumentando inspirados pelas formas vistas em competições de alto nível. À medida que o esporte ganhe visibilidade, nós esperamos que isso tenda a aumentar de maneira relevante.

ENTRE-PRISES não possui uma presença muito forte na América do Sul. Você saberia apontar as razões?

O principal motivo é a distância geográfica. Como o mercado sul-americano está com a cultura da escalada crescendo, se tornará mais fácil prover soluções com custo efetivo para estes mercados.

Nós patrocinamos os Jogos Pan-americanos da Juventude em 2017 e pode aproveitar o alto envolvimento de federações sul-americanas no apoio a seus atletas. Como a EP é o provedor exclusivo para os Jogos Olímpicos em Buenos Aires em outubro desde ano, nós termos mais visibilidade e demanda para a comunidade de escalada na América do Sul!

Você acredita que a escalada indoor também estará em Paris 2024?

Esperamos que sim!

Como você sabe, a escalada indoor está “sob teste” em Tóquio 2020, assim como para outros 4 novos esportes.

O sucesso do evento, em termos de organização e TV ao vivo, serão a chave para chancelar o sonho de nosso esporte definitivamente como parte da Olimpíada!

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.