Afinal o que é montanhismo? Definições práticas de Alpinismo, Andinismo e Himalaísmo

O termo montanhista (pessoa a qual pratica o montanhismo) é largamente utilizado aqui na Revista Blog de Escalada. Talvez seja dos adjetivos mais utilizados em todo o site. Porém sempre fica no ar uma pergunta: Você sabe o que é montanhismo?

Rapidamente procurando no dicionário há a seguinte definição:

Esporte definido pela ação de alcançar o topo de uma montanha e/ou de mais montanhas: a escalada ao Mont Blanc é considerada como o marco zero do montanhismo. Ação de fazer excursões, caminhadas em grupo por montanhas: o Dedo de Deus é o símbolo do montanhismo brasileiro.

A explicação acima foi tirada do site Dicio.

Foto: Andres R. Alonso | https://araphotos.com

O que é montanhismo?

A palavra montanhismo é aplicada para designar a atividade de subir montanhas através de caminhadas ou escaladas.

Em um sentido mais amplo, considerado mais moderno e adequado à atualidade, é toda atividade ligada á montanha pois, etimologicamente falando, montanhismo vêm da junção de duas palavras

Montanha + ismo

Ao contrário do que simplistas pregam, o sufismo ISMO não é somente a designação de uma doença. De origem grega “ismo” é usado usamos para indicar “doutrina, escola, teoria ou princípio artístico, filosófico, político ou religioso”; “ato, prática ou resultado”; “peculiaridade”; “ação, conduta, hábito, ou qualidade característica”. A definição foi tirada de dicionário Aurélio.

Mas o sentido do sufixo ISMO pode ser obtido em qualquer dicionario da língua portuguesa de sua preferência.

Acampamento no col do Midi antes de escalar o Mont Blanc | Foto: Sergio Gomez

Por ser o berço do montanhismo a cordilheira dos Alpes, o termo é constantemente considerado o mesmo que alpinismo. Este tipo de presunção é errônea e equivocada.

Aplicando no contexto esportivo, o montanhismo designa a prática de toda a atividade em condições de média montanha (até 2.500 m).

A escalada é uma das disciplinas base do montanhismo e, por isso, não devem ser consideradas sinônimos. Como o montanhismo é um conjunto de disciplinas, é errôneo considerar uma parte como sendo o todo. Utilizando uma metáfora para que a explicação fique clara: nado sincronizado faz parte de esportes aquáticos, mas não deve ser encarado como o sinônimo de toda a modalidade.

Alpinismo, Andinismo e Himalaísmo

A partir da definição de montanhismo, é importante dizer que o termo alpinismo, largamente utilizado pela mídia tradicional, é uma espécie de aplicação das disciplinas do montanhismo nos Alpes. Da mesma maneira os termos Andinismo e Himalaísmo são designações para a prática do montanhismo nos Andes e Himalaia.

Seria isso um preciosismo de teóricos do esporte? Não exatamente, pois a cada um destes termos há técnicas e situações bastante distintas, embora para o leigo pareçam muito parecidas.

Suas origens e tradições possuem características típicas das regiões as quais é aplicadas. O termo é designado para a prática do montanhismo em montanhas acima de 2.500 metros acima do nível do mar, mas na comunidade de praticantes de montanhismo convencionou-se que a atividade de alta montanha é apenas acima de 4.000 m.

A justificativa é de que é necessário a existência de picos nevados.

Alpinismo: Atividade esportiva de alta montanha (acima de 2.500 m na teria e 4.000 m “na prática”) que exige uma muito boa condição física, além de equipamento de montanha apropriado, conhecimento de técnicas de progressão. Geralmente a presença de um guia de alta montanha com uma formação específica. É considerado dentro do montanhismo uma modalidade específica de ascensão a montanhas inferiores a 5.000 metros de altura acima do nível do mar.

Andinismo: Atividade esportiva de alta montanha (acima de 2.500 m na teria e 4.000 m “na prática”) com as mesmas exigências que o alpinismo, mas com técnicas e filosofias específicas para montanhas inferiores a 7.000 metros de altura acima do nível do mar. Estas práticas e conhecimentos específicos são aplicados na Cordilheira dos Andes.

Himalaísmo: Atividade esportiva de alta montanha (acima de 2.500 m na teria e 4.000 m “na prática”) com as mesmas exigências do Andinismo, mas com técnicas e filosofias específicas para montanhas acima de 8.000 metros de altura acima do nível do mar. Estas práticas e conhecimentos específicos são aplicados no Himalaia.

Plaza Canada – Aconcagua 24mm F5.6 30s ISO 6400 | Foto: Gabriel Tarso

Estas distinções podem parecer muito similares, mas se aplicam em diferenças logísticas, uso de equipamentos e planejamento de ataques ao cume e descenso. Fazem parte da particularidade de cada uma destas atividades detalhes que são fundamentais como preparação física, aclimatação, recursos e meteorologia.

Portanto um escalador não é o mesmo que um montanhista, que não necessariamente é um alpinista, que por sua vez não é o mesmo que andinista, o qual também não é o mesmo que um himalaísta.

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.