Academia de escalada tenta revolucionar pagamento de clientes: Serviços Sociais

O modelo de negócio de uma academia de escalada é muito parecido em todo o mundo: há a estrutura e o desejo dos clientes que a mantêm através de um pagamento de mensalidades. Os valores da mensalidade variam de acordo com a complexidade da infraestrutura, qualidade dos monitores e técnicos, além de todo o valor sentimental que o lugar possui. Dentro disso há a ganância, excessiva ou não, do proprietário que é o que faz com que seu estabelecimento seja elitizado ou não.

No que depender da academia americana de escalada Memphis Rox Climbing + Community, o objetivo é muito mais que apenas oferecer um serviço em cima de um modelo capitalista de negócio. É poder construir um vínculo sentimental entre a comunidade e o estabelecimento. Para isso o proprietário buscou investidores que acreditassem na ideia.

Os idealizadores do estabelecimento pensaram em uma academia de escalada que tivesse como preço de mensalidade o valor que o cliente pudesse pagar com serviços sociais. Arriscado? Nem tanto. Assim acreditou o comediante, diretor, roteirista, produtor, autor e ator Tom Shadyac, que bancou o projeto.

Tradicionalmente nos EUA, assim como em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, as academias de escalada estão localizadas em bairros nobres, geralmente longe de comunidades de baixa renda. O motivo disso todos já conhecem: estruturas de academias de escalada são caras, o que impacta de maneira decisiva no preço final da mensalidade. Além disso, todo o equipamento de escalada possui preços salgados e que, por isso, não seja desenvolvido em pessoas de baixa renda.

Nos EUA, país onde Memphis Rox Climbing + Community abriu, academias de escalada das mais completas cobram em torno de US$ 70,00 o mês. Portanto Chris Dean, idealizador da academia, pensou em um lugar que se o mensalista não tem US$ 35,00 para a mensalidade, você pode doar cinco horas por mês para a comunidade ou mesmo tornar-se parceiro na organização do estabelecimento. Para viabilizar o projeto convidou Shadyac para fazer parte deste ousado plano de negócio que misturava escalada, filantropia e uma boa dose de integração e inclusão social.

Assim como em grande parte dos centros urbanos norte-americanos, a criminalidade é o maior problema enfrentado pelas autoridades de Memphis. No ano de 2004, Memphis foi classificada a 4ª cidade mais perigosa dos Estados Unidos. Atualmente Memphis é classificada como a 2ª cidade mais perigosa dos EUA.

Por conta destes dados, muitas pessoas se voolutariam a fazer com que este quadro de violência diminua. Para isso tanto Tom Shadyac, quanto Chris Dean, idealizaram uma maneira para ajudar mais efetivamente as pessoas da comunidade de Menphis. Por ajudar as pessoas da comunidade, entenda como um exemplo prestar serviços sociais no St. Jude Children’s Research Hospital, especializado em câncer infantil, aulas particulares com alunos em dificuldades de aprendizagem, entre outros tipos de serviços sociais.

Desta maneira o ginásio, além de garantir clientela, conseguirá trabalho voluntário com a comunidade carente próximo ao espaço de escalada. De acordo com o que declarou à imprensa local dos EUA, os proprietários desejam que as pessoas das comunidades carentes possam ter mais mentores (orientadores de aspectos profissionais e pessoais), educadores e nutricionistas até a região de Soulsville, bairro de baixa renda de Memphis.

Entretanto, quem pensa que o ginásio é uma estrutura simples e modesta, se engana. Com várias paredes para escalada guiada e em top-rope, área exclusiva de boulder e uma infraestrutura não encontrada em poucas academias de escalada no Brasil na atualidade.

O objetivo principal da academia é, além de promover a escalada, permitir um maior envolvimento social de escaladores com a sociedade, tornando-os conscientes dos problemas existentes. A academia abriu aos seus clientes no último dia 3 de março e teve grande resposta do público desde então.

Para saber mais sobre a Memphis Rox Climbing + Community: https://www.memphisrox.com/

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.