A maconha não ajuda você a escalar melhor – Entenda porque (com base científica)

A pergunta que recebi esta semana foi:

Oi tudo bem?

Estava em Arrayan (local de escalada do Chile) com uns amigos(as) quando chegaram alguns escaladores ao nosso lado. Notava-se que eram escaladores mais experientes e, após 5 minutos, tiraram seus cigarros de maconha e começaram a fumar. Uma amiga os encarou (ela não fuma) como poderiam ser tão irresponsáveis. A resposta foi muito agressiva, nos dizendo que não sabíamos de nada.

Alegaram que a cannabis era o melhor que havia para escalar e que escaladores como Alex Honnold usava bastante, além de ser melhor para os músculos, etc, etc, etc. Seria quase que um pecado não fumar. Mesmo assim escolhemos não continuar a discussão e nos retirar. Qual a sua opinião a respeito da maconha e escalada?

Esta pergunta já mostra o quão pouco que a pessoa gosta de fumar maconha.

Não é preciso ser adivinho para saber que a incidência de consumo de maconha é altíssima no ambiente de escalada. Não tem problema nenhum (na minha opinião), até que alguém comece a defendê-la em situações claramente bizarras.

Como droga (caso o leitor não saiba ainda, é uma) causa uma percepção alterada da realidade (o efeito que muitos buscam) e, a partir disso, é que está todo mal se a utilizar antes de escaladar.

Em alguns estudos realizados em fumantes “jovens”, foram encontradas anormalidades no cérebro relacionadas à emoção, motivação e “tomada de decisões”.

Foto: http://herb.co

Não há como negar que há, por outro lado, uma grande quantidade de efeitos benéficos da maconha para a saúde humana, sendo decididamente em pessoas “enfermas”(leia-se câncer), transtornos emotivos e psiquiátricos, além de síndromes de dor crônica. Mas este detalhe não está claro para pessoas SAUDÁVEIS.

O problema fica radicalizado (do ponto de vista ideológico) quando querem defender uma droga (que traz alguns benefícios) em situações que produz o contrário. Perde-se objetividade e, para isso, colocam em perigo outras pessoas quando ganha-se uma discussão sem sentido.

Pessoalmente já vi muitos (até mais do que queria) escaladores fumando ANTES de escalar e isso é um perigo em potencial. Muitos perdem o senso de avaliação e fazem sem ao menos nem se importar se estão colocando perigo à sua cordada. Exemplos, como dar segurança tonto, existem aos montes.

A defesa sempre é de que muitos esportistas famosos fumam maconha, alguns dos quais são dos melhores do mundo. Um recado a estas pessoas:

  • Primeiro, VOCÊ não é este escalador de elite e bem-dotado.
  • Segundo, deveria informar-se melhor quando fazem uso de maconha e, quando fizer, terá algumas surpresas. Quando souber destas surpresas espero que não as omita justificando seu próprio consumo quando não deveria fazer.

Foto: http://herb.co

Um exemplo bem parecido é o vinho. Todos sabem dos benefícios que faz para o coração, desde que consumido em dosas baixas (100 cc/dia). Você, em especial que fuma sem critério, acredita que terá o mesmo benefício se tomar dois litros de vinho justamente no momento de dirigir um carro?

Acabo de encontrar em um artigo de fisiologia do esporte uma conclusão muito interessante sobre o consumo de maconha em esportes. No artigo científico, o que significa que avaliaram uma grande quantidade de outros artigos sobre uso de maconha no esporte, e os resultados obtidos foram os seguintes:

Foram estudados artigos relacionados ao assunto publicados nos últimos 10 anos, dos quais somente 15 utilizaram canabis em associação a protocolos controlados de exercícios. Destes estudos nenhum demonstrou efeitos de melhora no rendimento aeróbico. Em relação a efeitos secundarios, dois estudos mostraram que a maconha precipitou angina de peito (dor no peito devida ao baixo abastecimento de oxigênio) em cargas de esforço baixas, reduzindo também a força. Alguns sujeitos não puderam finalizar a série de exercícios por reações diversas provocadas pela cannabis. O autor conclui assim que a canabis não melhorou nem a resistência aeróbica, muio menos a força.

Kennedy MC, 2017; J Sci Med Sport 21-mar

Foto: http://herb.co

Portanto, meu caro consumidor de canábis, quando decidir fumar maconha antes de escalar, leve em conta esta conclusão científica. Se, por algum motivo, ainda defende sua postura (de que é melhor escalar sob os efeitos de THC), que saiba que é apenas uma percepção alterada (pois consumiu THC) ou simplesmente admita que é um ignorante que se baseia em suas próprias opiniões para generalizar o resto (conhecida como pós-verdade).

Para terminar este artigo, saiba você, consumidor de canábis, não tem ideia da minha real relação com a maconha : Pessoalmente acredito que deva ser legalizada. Mas saiba que eu escrevi sem estar sob o efeito de drogas, bastou apenas abrir minha cabeça (aprenderá que sempre se abre quando está sóbrio) e tratar de estudar e pesquisar antes de falar “porque sim”.

Ou não?

Tradução autorizada de: http://rocanbolt.com

banner-rocanbolt

Gonzo Rocanbolt é chileno, médico, escalador e indiscutivelmente uns dos mais completos autores de artigos sobre treinamento de escaladores existentes no mundo. Respeitado em todo o mundo é o organizador do Simpósio de Medicina de Montanha no Chile e palestrante de eventos de escalada no Chile, Argentina e Espanha

There are 4 comments

  1. Will Fernandes

    ola Gonzalo!
    achei muito bem colocado suas questões e pesquisas sobre tal assunto tão delicado, um assunto que mexe com o livre arbítrio do ser humano.
    Eu sou escalador a uns 10 ano, hoje com 44 anos e com pouca experiências na área de pesquisas em relação a Maconha e seus efeitos no esporte sempre fumei antes durante e depois de escalar sinto em te confessar que honestamente nada me prejudicou e nem um relato de acidente ou algo desse gênero, mas por outro lado tbm não me trouxe nenhum beneficio em relação ao condicionamento físico ou psíquico, porém é relevante dizer que cada individuo é único e tem condicionamentos e absorções diferentes.
    Mas o que eu mas curto nesse assunto é escalar, independente se uso ou não!
    Gostei demais do artigo, acho valido se alguns esportistas tem essas duvidas e é legal esclarecer da melhor e mais saudavel forma possível, buscando sempre conhecimento total do assunto para que o crescimento venha à acrescentar e evoluir seja como esportista (escalador) ou como apenas e simples ser humano.

    SEMpré conceitos sempre!

    valeu Gonzalo
    Gratidão

  2. Joao Beck

    Café também é droga, nao se iludam dizendo que nao deveriamos usar drogas antes de escalar ou realizar atividades fisicas. E um artigo cientifico de REVISAO nao deveria ser levado tão a serio e com efeitos conclusivos. Fraco artigo, busque ampliar os horizontes antes de sair traduzindo tudo o que ve pela frente.

  3. Bruno Miguel

    Muito bem colocado o seu texto meu amigo, precisamos de muito mais esportistas como você. A mente e o corpo humano dispõe de tudo que precisa para desenvolver intelectualmente e fisicamente sem o uso de drogas… sei o quanto é difícil mostrar para usuários de drogas que essas substâncias são verdadeiras amarras para suas vidas e não uma evolução humana ( que assim pensam eles). Parabéns, aguardando mais textos como esse. Abraço!

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.