A escalada esportiva no meio da selva amazônica – Conheça o incrível Paredão do Seu Gaúcho

Quando falamos de Amazônia pensamos sempre em selva, mas por debaixo de tanta vegetação é possível ter algumas surpresas ainda mais agradáveis para quem é escalador.

A região de Presidente Figueiredo a cerca de 100 km de Manaus, capital do estado do Amazonas, proporciona algumas possibilidades de escalada. No ano de 2010 começaram a ser feitas algumas investidas na descoberta de locais para a prática de escalada em rocha nesta região, e em 2015 foi descoberto um lugar com grande potencial para a escalada esportiva, por alguns escaladores da comunidade.

Paredão-do-Seu-Gaucho-6

Foto : Patricia Espada

O local descoberto fica a cerca de 164 km de Manaus, mais precisamente na estrada entre Presidente Figueiredo e Balbina, no sitio do Seu Gaúcho. A rocha do local é o arenito e seu acesso é por meio de uma trilha bem marcada e fácil por aproximadamente 10 minutos. O local foi batizado como Paredão do Seu Gaúcho.

O paredão de 800 metros de comprimento e 35 metros de altura possui até o momento 20 vias de escalada esportiva conquistas. No momento existem escaladores trabalhando na conquista de mais duas vias de escalada. A graduação predominante nas vias variam de 5º a 9a na graduação brasileira de dificuldade.

Paredão-do-Seu-Gaucho-3

Foto : Patricia Espada

A região norte do Brasil é conhecida por sua umidade relativa do ar alta e chovas contantes mas mesmo assim a parede fica fica seca permitindo a escalada durante todo o ano.

Porém é importante salientar que trata-se de uma propriedade particular. O proprietário autoriza que se pratique o esporte mas em troca foi oferecido pelos escaladores locais todo o respeito por ele e à natureza que envolve este lugar. A comunidade de escaladores de Manaus tem estado a trabalhar na criação de um croqui do Paredão do Seu Gaúcho e também de outras lugares com potencial da região.

Foto : Patricia Espada

Foto : Patricia Espada

Paredão-do-Seu-Gaucho-7

Foto : Patricia Espada

 

Foto : Patricia Espada

Foto : Patricia Espada

Foto : Patricia Espada

Foto : Patricia Espada

Sobre o Autor

Patricia Espada

Patricia Espada

Patrícia é portuguesa mas vive, trabalha e escala no Brasil. Aficionada na escalada desde 2011, gosta de conhecer novos spots de escalada e contribuir para a comunidade. Tem como formação Engenharia Informática, e é por trabalhar rodeada por quatro paredes que procura cada vez mais o contacto com a natureza

There are 2 comments

  1. CA

    Fiquei feliz de ver essa matéria, pois lembra que fazemos “mil coisas” aqui na Amazónia, de escalada a Trekking e todos os demais tipos de atividade outdoor. De Presidente Figueiredo à Serra do Divisor, Monte Roraima, as montanhas virgens que se estendem pelo Mato Grosso, as serras e as gerais de Rondônia, Roraima e Amapá. Isso sem falar na maior bacia hidrográfica do planeta terra. E quem não se encataria com as muitas chapadas escondidas por aqui, os Yungas entre a Bolívia e Brasil, ou as zonas “híbridas” (florestas e altiplanos” que margeiam nossa fronteira com o Peru?

    A amazônia é um imenso continente ainda a ser descoberto!

    1. Luciano Fernandes

      Olá “CA” Obrigado pela sua resposta e por ampliar o assunto. Todos aqui da redação da Revista Blog de Escalada estão abertos a envio de matérias a respeito destes lugares. Sempre publicamos os lugares desconhecidos e que são ótimas opções de trekking e escalada.

      Caso tenha algum pode nos enviar que teremos o prazer de pesquisar e publicar.

      Abs

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.